Frases sobre saudade

“A saudade é a nossa alma dizendo para onde ela quer voltar”.

Rubem Alves

“…Saudade é amar um passado que ainda não passou, é  recusar um presente que nos machuca, é não ver o futuro que nos convida…”

Pablo Neruda

“Saudade é um sentimento que, quando não cabe no coração, escorre pelos olhos”.

Bob Marley

“Saudade é quando o momento tenta fugir da lembrança para acontecer de novo e não consegue”.

Adriana Falcão

“Saudade é solidão acompanhada, é quando o amor ainda não foi embora, mas o amado já…”

Pablo Neruda

Frases retiradas da página: http://pensador.uol.com.br/frases_de_saudades/

About these ads

154 thoughts on “Frases sobre saudade

  1. Hoje está fazendo um mês que meu filho Lucas de 18 anos se foi,esta sendo muito difícil todos os dias essa saudade uma dor insuportável,está sendo muito difícil peço a Deus todos os dias pra consolar meu Coração,do meu marido que ficou em depressão e da minha filha de 7 anos que chora todos os dias sentindo falta do irmão.

  2. A saudade e grande do meu filhote (Thiago de 11 anos ) 5 messes ele deixou esse mundo para viver com DEUS
    e dificil devolver mas sei que ele esta melhor do que nos tem hora que doi a saudade e dificil intender a voltade de DEUS +ele não vai deixa de ser DEUS na minha vida busco a cura do meu coraçao sei que ele esta operando esse meu intimo que espirito santo esta levando tudo aquilo que eu preciso não pode deixa isso te leva para baixo .as dores do mundo ja passo suporta ,saudade e o amor que fica eterno que a paz do senho esteja sempre em nos para suporta as dores do mundo amém meus amados ass:wanderson

  3. Faz um ano e dois meses que deus chamou a minha unica filha mulher para estar do seu lado e deixando uma dor muito grande no meu coração mas Deus sabe o que faz dificiel e aceitar

    • Querida Ivanilda,

      A paz do Senhor Jesus esteja sempre com você!!

      Essa dor que sente é o amor sentindo –se só. Natural nesta situação, mas não normal, o normal mesmo é termos aqueles que amam do nosso lado.
      Talvez a saudade seja o sentimento que mais expresse o anseio pela eternidade, talvez seja a saudade uma razão a mais para acreditarmos que tudo aqui tem seu fim, mas que tudo no céu é infinito.
      Nossa saudade testemunha amor. Não há saudade sem amor e sem a presença física. Porém, a saudade nos vincula com a filha querida, única que partiu deixando um vazio enorme.
      É a filha que cumpriu sua missão que deixou aqui esse amor incondicional, não há maior amor do que de uma mãe e de um pai por seus filhos, assim, seria então com a saudade e q falta que eles fazem.
      Não há tesouro na terra mais valioso do que um filho ou uma filha, e por essa razão, nada neste mundo compensa a falta que eles fazem. E é por conta deste amor que nasceu junto com a maternidade é que provamos da dor da saudade na sua ausência. O amor advindo com a vida de uma filha, é doce, é dom, é alegria, é felicidade. E a ausência física de quem recebia esse amor, provoca a dor da saudade, mas convenhamos nossas vidas são mais doce diante deste amor. Diante desta vida que se foi, mas não acabou.
      Se mil vezes perguntassem se desejaríamos ter os nossos filhos, mil vezes responderíamos que sim. Dom da vida que valorizamos a cada minuto de nossas vidas. Por essa razão sofremos de saudade e ainda mais, nos damos o direito de chorar de saudade. Mas diante dessas lágrimas, afirmamos a nossa vida em Cristo, para que possamos sempre, mesmo na dor da saudade, acreditar no que Deus tem preparado para nós. No que nos espera na vida eterna depois que nós cumprirmos nossa missão.
      Se nossos filhos cumpriram a deles, cabe a nós testemunhar nossa vida, com vida, com o sentindo do amor, mesmo que debaixo de nosso amor esteja a saudade, permitamos que é o nosso amor que nos impulsa para frente, para caminharmos e para dizer que em Cristo, cremos na ressurreição.
      Por nossos filhos a vida eterna fica mais clara, os sinais são companheiros de nossos caminhos, informando que nossos filhos estão bem, felizes e com Deus irão ajudar a interceder pelas vidas daqui que precisam serem guardadas e salvadas.
      Ivanilda, sua única menina, continua sendo sua e de Deus, como sempre foi, ela está vida pela fé que temos na ressurreição, intercede por você junto a Deus para que Ele sempre console o seu coração. Deus está contigo, te amando, cuidando, e consolando, no profundo do teu amor.
      Não houve nenhum fim, porque o amor é eterno, o amor de Deus por nós e o nosso por quem nasceu de nossos corações. Saberemos que nossa luta nesta vida será coroada com a vitória do amor e da fraternidade, quando encontramos e abraçarmos os filhos amados.
      Ivanilda, saiba que você encontra-se em nossas orações e no agudo de tua dor, ore forte, clame a intercessão de tua filha e peça por você e por mães que sentem forte a dor da saudade.

      Deus te abençoe e proteja,

      Abraços fraternos

      Eliete Gomes

  4. Vivi o dia mais triste de toda a minha vida (31/05/2014) ao presenciar pelo retrovisor do meu carro, sobre a narração do meu marido, a colisão frontal entre o carro do meu filho e outro que trafegava no sentido contrário. Ao virar para trás pude apenas ver o carro do meu filho em uma nuvem de fumaça e poeira.

    Consegui chegar até os carros e em desespero presenciei dois amontoados de ferro e os maiores amores da minha vida agonizando na minha frente, sem batimentos, sem pulsação, sem vida… Queria ter força para abrir aquela lata de sardinha gigante com minhas próprias mãos… tentei…mas não fui capas.

    Fui obrigada a assistir de camarote a morta lenta do meu filho do coração Alexandre Eugenio, meu sogro Benedito Carlos e do meu filho de sangue Rodolfo Tavares, isto sem falar no casal do carro atingido e dos quase 10 ossos quebrados do cunhado Fabiano Carlos que se encontra na uti até a presente data.

    O socorro demorou 40 minutos para chegar, foram os minutos mais eternos da minha vida.

    Rodolfo Tavares estava por “O fio de uma navalha”, seu estado era critico… palavras do médico. Pelo seu porte atlético e sua pouca idade conseguiu resistir por 48 horas. Lutou bravamente, mas perdeu a batalha.

    Cinco vidas levadas de maneira tão brutal, sem chance, sem piedade e com requintes de crueldade.

    Não procuro culpados, não procuro explicações, procuro forças… não entendo como consegui suportar tanta dor e continuar viva.

    Grata! Joana Dark Tavares

    • Querida Joana,

      A paz do Senhor esteja com você!

      Primeiramente seja bem-vinda a esse espaço que foi feito para falar da dor da saudade, e do amor.
      Não há dor maior do que a de ver um filho partir, e desta forma tão violenta, é algo mais doloroso, um sentimento de impotência diante da dor do filho que amamos.
      Mas creiamos sempre na misericórdia infinita de Deus, e que naquele momento onde tudo parecia dor, Deus chega e salva. Não sabemos ao certo como tudo acontece dentro de quem está sofrendo e do qual amamos muito, mas se confiamos que a força que sentiu para viver tudo isso de forma consciente foi algo que Deus lhe deu, podemos acreditar que foi dada a quem estava ali, com a vida por um fio, como disse. Deus vem ao auxílio e socorro de quem sofre.
      Joana, não temos respostas para todos esses muitos acontecimentos que vem ocorrendo, são jovens e mais jovens sendo levados de diversas formas, não há explicação humana para tudo isso, mas confiemos em Deus que transforma todo mal em bem (Gen 50). Deus faz de tudo algo bom.
      Podemos somente em Deus testemunhar o dom da vida dos filhos, podemos em Deus dizer basta a essa violência, podemos em Deus dizer sim ao amor, porque é de amor que nosso mundo precisa e por esse amor, confiamos que Deus tem um exército de pessoas jovens, prontos para amar e lutar por quem ficou. Nossos filhos, hoje, vivem a vida eterna, vivem a clareza do universo do amor, vivem a misericórdia de Deus de forma plena e completa e faz parte da vida de Deus, que os tem para lutarem pelo amor.
      Deus deseja que lutemos pelo amor. E é por isso que na intensidade dessa saudade, que é tão dolorida é que convocamos o amor, pois a saudade não é maior do que o amor. A dor que ela provoca não é mais intensa que o brilho e o sorriso que um filho traz em nossas memórias. A dor não desarma o nosso coração diante da vida de nossos filhos. Não nos pode fazer esquecer todos os bons e amáveis momentos e é somente esses momentos que devemos carregar em nossos corações.
      Há saudade, há dor, há sofrimento, há lágrimas, há tristeza, mas acima disso tudo há amor em grande intensidade, há força para testemunhar o amor que existe e ainda é vivo. Um filho parte para o céu, mas nunca deixa de viver. Um filho vai morar no céu, mas nunca deixa de ser filho, um filho deixa marcas de sua ausência, mas nunca essa ausência faz sombra à alegria que era o ter por perto.
      Testemunhar o amor é manter os nossos filhos vivos e protegidos.
      Isso é o que Deus faz com eles, e também o que Deus faz com nós, porque para uma mãe que tem um filho no céu, resta uma certeza muito grande, o filho está vivo e vivo permanece intercedendo por sua família, por sua mãe, por seu pai.
      Joana, lembre-se dos muitos momentos bons e por ele basta tudo, por esses momentos, que sentimos saudades, e que faz falta a presença física. Por esses momentos convocamos Deus para guardar nossas memórias e nossa alma somente naquele é que o maior dom, que é o amor pela vida de quem partiu.
      Joana, querida, saiba que está em nossas orações e coloque as mães que sentem saudade em suas orações e não se esqueça que no agudo da dor e da saudade, Deus, convocado, vem em teu auxílio e te traz a paz.

      Deus esteja com você, abençoando te e toda a tua família,

      Eliete Gomes

  5. Que bom ter este conforto. Hoje faz 76 dias que meu filho Raony com apenas 15 anos voltou para Deus. Está sendo uma dor insuportável, pois quando chego do trabalho sinto a sua ausência, pois todos os dias meu esposo, minha filha e o Raony estavam tocando violão e cantando e hoje não tem mais isso na minha casa. O que se têm é uma saudade imensa e uma tristeza que invade nossos corações. A unica certeza que temos é que nosso menino está sendo amparado por Deus nosso Pai, nosso criador e a nossa Fé em Jesus Cristo nosso Salvador, que morreu para nos salvar, estamos pedindo para que nossa Senhora interceda por nós e para a saúde espiritual do Raony. Todos os domingos temos a responsabilidade de participar da santa missa e somos engajados nas pastorais da igreja. Estou pedindo que reze por nós, pois sabemos que este é o nosso consolo. Fique com Deus e com o amor de Maria.
    Ass: Sandra L. Santos Gomes

    • Querida Sandra,

      A paz do Senhor esteja sempre com você e tua família!

      seja bem-vinda a este espaço que fala de amor, de saudade e de fé. E é na fé que está o consolo, o autor da fé é Deus, e Deus é amor, e assim percebemos que o consolo na fé é para quem ama, quem sabe viver a missão dolorosa de ter um filho no céu no amor.
      Testemunhar o seu filho é o que moverá a tua vida e a vida da tua família, para que a saudade não lhe sufoque, pois foi o que fez quando escreveu que ao chegar em casa encontrava todos tocando e cantando.
      A tristeza transforma-se em saudade, porém a saudade é companheira da missão, desta jornada chamada vida, e então podemos encontrar nesta saudade o conforto necessário quando no agudo dela, clamamos por Deus.
      O Raony está com Deus, voltou para Deus. o dom de Deus ofertado a ti com mãe, volta para Deus, mas Deus não o havia emprestado, não, Deus não faria isso, Ele lhe deu o dom de ser mãe e esse dom ninguém lhe tira, o Raony está com Deus, na mesma condição em que viveu, ou seja, como filho teu.
      Quando uma vida nos deixa, sentimos um vazio, porém esse vazio ainda nos dá uma melhor sensação de quem tem o vazio de não ter de quem sentir saudade, ou não ter tido a presença de alguém que se amou muito.
      O maior amor do mundo é de uma mãe e de um pai por seu filho, a dor de quem fica é por sentir falta do dom da vida.
      Então, na dor, ou melhor na saudade, sentimos esse dom reinaugurando nossa vida e nossa forma de viver. Não desistimos de amar, simplesmente porque não vemos, isso é amor que fica e que não se despede, isso é dom de vida que nos faz viver para encontrar o filho e o seu abraço na eternidade.
      O tempo passa desta forma, a conta gota, 72 dias, ou o dobro disso, a saudade é presente, mas o amor também.
      Deus não nos tira de nossa humanidade diante da dor, assim como não fez com Jesus, na cruz Jesus era totalmente humano, mas confiante no Pai. No sofrimento Maria foi totalmente humana, mas confiante em tudo aquilo que estava guardado em seu coração.
      Assim, é conosco também, porque olhamos para o passado para reviver as coisas boas, o dom da vida, a despedida é fato e é anunciada todos os dias, por isso que em muitos dias lutamos como guerreiros para que não fique só esse momento, mas que sobreviva todos os outros, trazemos a tona os sorrisos, os cantos, o dedilhar no violão, esses momentos todos são dons, fica em nós os primeiros passos, as primeiras palavras, os olhinhos descobrindo o mundo, mesmo que isso doa quando pensamos, talvez doa menos, do que quando pensamos no momento da despedida, por isso olhamos para o passado com saudade e para o futuro com esperança.
      Sandra, e quanto ao presente apenas vivemos e sentimos, vivemos uma nova missão, de continuar sendo mãe de quem foi e de quem ficou, e continuar amando, esse é o momento presente.
      O Raony hoje intercede por você, está no coração de Deus, seguindo sua nova missão. E por essa nova missão, a tua aqui é continuar a testemunhar o amor do Filho Eterno que está com o teu filho amado.
      Assim, Sandra, saiba que você e tua família estão em nossas orações e quando estiver atuando nas pastorais, e olhando para a Santa Eucaristia consagrada em todas as missas que for, peça a Jesus que aceite as intercessões do Raony, por todos os pais e mães que sentem a saudade. E para que amor nunca cesse, pois é o amor que vence o mundo, pois Jesus com o Pai é amor, e essa é a vitória dos que partem crendo e dos que ficam amando.

      Deus te abençoe e abençoe a toda a tua família,

      Abraços fraternos,

      Eliete Gomes

    • Querida Sandra
      Esse ambiente musical era minha casa e suas palavras tocaram profundamente.Me emocionei muito lembrando das musicas e da voz do meu filho….
      O que dizer ? O que fazer para tirar essa dor? Eu não sei….
      Tente ouvir uma musica…..suave…..musica oração……. pode parecer impossivel….. insiste e sentirá o céu junto a você……e uma voz que vem de dentro do coração dizendo:
      “Mãezinha amo você e quero lhe ver feliz”

      Com amor
      Cristina mãe do Tales ( filho no céu)

  6. Perdi minha filha Vitoria,vai fazer 2 meses,ha saudades e demais dela peço td dia ao meu senhor,pra me conforta cada dia que passa eu choro,nao aguento de tantas saudades dela!!!

    • Prezada Raquel,

      A paz do Senhor Jesus esteja com você!

      A saudade é bem forte, e confiar no Pai, como você disse é o melhor caminho. Pois para suportar a dor da saudade apenas a fé na misericórdia do Pai Eterno nos mostra que seja possível enfrentar essa dor.
      Estar em Deus é seguir o caminho da paz, mesmo quando a cruz pesa no coração. Paz que surge ao entregarmos ao Senhor a total confiança de que o dom da vida antes ofertado por Deus é hoje cuidado diretamente pelas mãos do Senhor. Em Deus, confia-se que a filha está vivendo a plenitude do amor e da bondade do Pai. E que não haverá tempo que fará com que o amor aqui vivido seja esquecido.
      Em Cristo Jesus, temos hoje a plena confiança que a vida não tem fim. De que o amor não tem fim.
      Com Jesus, sabemos que a missão tem que ser cumprida aqui, e o amor vivido antes enquanto juntos estávamos na presença física com os filhos nos pede um testemunho de amor, fé e esperança. Testemunho de que o abraço eterno vai acontecer, e de que cada minuto vivido valeu muito a pena.
      Raquel, pelo teu coração, poderá testemunhar que a Vitória, intercede por você junto ao Senhor. Que ela não quer que sofra e por isso pede ao Pai por você. Pois ela carrega em seu coraçãozinho o amor da mãe querida.
      Há uma missão a ser continuada aqui. A fim de que a saudade aqui vivida seja fonte de vida e salvação, para que um dia o encontro aconteça.
      Deus está contigo, não te desampara e vela pelo teu amor. Assim com a sua Vitória.
      Esteja em nossas orações e coloque em suas orações os pais e as mães que junto com você aguardam no amor o encontro com os filhos.

      Deus te abençoa em pleno conforto.

      Eliete Gomes

  7. Hoje ta fazendo um ano que perdi meu filho Cauê de 10 anos,sinto como se o mundo tivesse acabado,choro todos os dias e peço a deus que me de forças pra seguir em frente ate o dia que reencontrarei ele…

    • Prezada Elzimar.
      As lágrimas ainda são um direito do ser humano, especialmente de um pai e de uma mãe quando perdem um filho. Creio que você se recorda da passagem de S. Lucas, quando Jesus está carregando a cruz e encontra-se com algumas mulheres. O texto diz assim: “Seguia-o uma grande multidão do povo, bem como de mulheres que batiam no peito e choravam por ele. Jesus, porém, voltou-se para elas e disse: ‘Mulheres de Jerusalém, não choreis por mim! Chorai por vós mesmas e por vossos filhos!'” (Lc 23,27-28). Assim, Ele sabe quanto são justas as lágrimas dos pais.
      Que Deus te abençoe muito em cada lágrima e a conforte através de Jesus, o sofredor que não olha para sí mas para as dores do ser humano.
      Um abraço.
      Pe. Rogério das Neves

Escreva aqui o seu comentário, seu testemunho, seu pedido. Em breve, responderemos. Paz e Bem!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s