Reflexão de Dezembro de 2011

Dezembro de 2011

 


“Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo…” (Lc 1,28)

 

Dezembro é o mês da <Graça>. O tempo no qual a liturgia dia-a-dia, nos prepara para receber o imcomparável Dom, o nosso Salvador e todos aqueles que estão n’Ele. Em vigilante espera então, com a mesma total disponibilidade de Maria, no silêncio do coração, recolhidos em oração, escutemos o anjo que hoje Deus enviou para nós: alegrai-vos porque estáis cheios de graça, amados de Deus, gratuitamente e fielmente, para sempre.

Como é possível? Como pode Deus convidar-nos a alegrar-nos diante da morte de nosso filho ou filha, encher-nos da sua graça, oferecer-nos o seu amor gratuito e fiel exatamente quando estão dilacerados os nossos afetos mais caros, abalados os momentos mais felizes e mais belos da nossa vida? Às vezes o seu mistério se torna tão denso, cobrindo de sombras tão ameaçadoras e obscuras, que chega a ficar impenetrável. De que graça está falando? Deus é amigo ou inimigo da nossa alegria? Estamos então excluídos da sua graça?

Maria, gratia plena, luz radiante para os nossos passos, nos toma amorosamente pela mão e nos acompanha pelo labirinto misterioso e dramático da fé, que ela mesma viveu. Em primeiro lugar nos convida a purificar a nossa audição e o nosso olhar, isto é a <sair> de nós mesmos, dos nossos confins limitados e restritos àquilo que o nosso “eu” toca, vê, sente, para entrar no mundo de Deus, na lógica do seu amor, da sua graça.

<O Senhor está contigo>, repete incansavelmente. É este o segredo, é esta a Graça, é esta a rocha sobre a qual construir uma casa estável e duradoura, capaz de acolher dignamente o Redentor, e todos os nossos filhos que estão n’Ele, especialmente neste Natal.

Se o Senhor está conosco de fato, não devemos temer nenhum mal, nem mesmo a morte, proque a sua Graça, o seu amor gratuito, sem mérito, sem medida, sem motivação, venceu a morte. Nada é impossível a Deus! Para nós a resposta, rejeitar ou acolher, um débil sim ou um sim pleno como Maria, e seremos cheios de Graça, plenos da vida de Deus. Um Santo Natal!

Refletindo e rezando:

O teu coração está pronto para acolher dignamente, sem reservas, o Salvador que vem, junto a todos aqueles que estão n’Ele? Quais são as reservas que deves superar? O teu sim à sua vontade é total ou parcial? Estás consciente de que acolher a sua vontade, mesmo sem compreender, te aproxima do seu Coração, da sua Graça, ao seu Reino e ao teu filho no Céu? Peçamos a Maria, gratia plena, nossa Mãe Consoladora para acompanhar-nos nestes dias que precedem o Natal, para que também nós possamos estar cheios da graça de Deus.

(Por Andreana Bassanetti, extraído e traduzido da página eletrônica http://www.figlincielo.it)

Anúncios

Escreva aqui o seu comentário, seu testemunho, seu pedido. Em breve, responderemos. Paz e Bem!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s