Aceito continuar minha vida…

“Enquanto eu puder respirar vou viver, porque sei que na mesma caixa de surpresas de onde tirei minhas lágrimas e lembranças tristes poderei também encontrar as surpresas e consolações que a vida pode trazer enquanto eu estiver vivo, desde que esteja atento aos milagres cotidianos, que esteja preparado para recomeçar, e principalmente, que não me sinta mais culpado por ser feliz depois das lágrimas derramadas, já que tanto as alegrias quanto as tristezas podem e devem ser recebidas como dádivas…”

Anúncios

2 pensamentos sobre “Aceito continuar minha vida…

  1. Neuza e Rodolfo,

    A paz do Nosso Senhor Jesus Cristo e o amor de Maria estejam com vocês!

    Penso na lógica de Deus de forma tão grandiosa, que em Seu amor, vejo o Gustavo realizando os seus sonhos onde mora agora.
    Não conseguimos alcançar a magnitude do amor de Deus.
    Mas sabemos que se trata de um amor que chora com vocês, quando o silêncio predomina o ritmo das batidas de um coração que sofre de saudade, mas continua amando.
    O amor de Deus que se deságua em consolação nos terços em família para que as tristezas sejam afogadas e apenas o amor seja emerso.
    Caminhar é preciso, porque sem os passos, o abraço eterno não acontecerá. Sim é necessário sofrer, chorar, cair e levantar, a via crucis precisa ser percorrida e Jesus nos aguarda para fazer como o Cirineu, a diferença está que Jesus não nos leva para o Calvário, Ele nos leva para o Monte Tabor, para o lugar onde o céu pode ser vivido e contemplado.
    Queridos, a vida do Gustavo nos toca com a presença de Deus. Isso é real e verdadeiro. Assim, pelo amor que Deus sente por esse menino, eu creio, seus sonhos estão sendo vividos na eternidade.

    Deus os abençoe profundamente.

    Eliete Gomes

    Obs: Neuza, a rosa que me destes faz mais de 15 dias não murchou, assim é o teu amor de mãe, intenso, não acaba, não finda, por isso sofres com a saudade, mas melhor assim, neste coração bondoso está a plenitude de um amor que antecede ao céu.

  2. Sete anos de vida no Céu
    Sete anos sem o Gustavo, sete anos de sonhos interrompidos, de tristeza de profundo silencio, de muitas lágrimas.
    A vida é feita de risos e lágrimas, cair e levantar, é sofrida , mas caminhar é preciso .
    O sofrer não pode ser mais forte que o viver porque o amor é infinito .
    Obrigado a minha família e a todos os amigos e do Grupo Filhos no Céu que caminham conosco .
    Gustavo-16/09/1986
    14/10/2005

Escreva aqui o seu comentário, seu testemunho, seu pedido. Em breve, responderemos. Paz e Bem!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s