Reflexão do mês de setembro de 2012

REFLEXÃO DO MÊS

Setembro de 2012

 

 “ Se alguém me quer seguir..” (Mc 8,35a)

 

 

Setembro é o mês da <Loucura da Cruz>. O tempo no qual Jesus nos leva ao coração do Seu coração, percorrendo o caminho do Amor. Um amor verdadeiro, autêntico, divino, que passa inevitavelmente através do <dom de si>, do <renegar-se a si mesmo>, através do desconcertante caminha da Cruz, escândalo e loucura para qualquer mentalidade humana, para qualquer habitual lógica de amar, centralizadora, egocêntrica, possessiva.

Normalmente se está disposto a aceitar Jesus como o Cristo, o Glorioso, o Filho de Deus, o Messias, o enviado do Pai, mas o Servo sofredor do Calvário, que morre miseravelmente na Cruz permanece um grande Mistério, muitas vezes incompreensível, dificílimo de aceitar.

No entanto Jesus especifica claramente que a Cruz é o único caminho da vida eterna: <Porque quem quiser salvar a sua vida, vai perdê-la; mas quem perder a sua vida por causa de mim e do Evangelho, vai salvá-la>. (Mc8,35b)

Quem fez <experiência de morte>, através da morte de um filho ou de uma pessoa querida conhece o sentido da falência, do abandono, da confusão que se vive naqueles terríveis momentos, aos pés da própria cruz, também para quem tinha fé, ou pelo menos pensava ter. O rosto de Deus parece de repente obscurecer-se, ofuscar-se, perder o valor, o Pai bom  se torna de repente um Pai ameaçador e punidor.

Às vezes se pergunta: era mesmo necessário punir meu filho para a minha conversão ou para reavivar a minha fé? O Pai devia mesmo punir seu Filho no lugar dos pecadores?

Somente a loucura e o escândalo do amor de Jesus, o dom total de si, podia superar a loucura e o escândalo de quem o matou. Somente o amor louco de um Pai que tanto amou o mundo a ponto de dar o seu Filho unigênito podia fazer brotar da morte a Vida! E se alguém quer seguí-lo, deve renegar-se a si mesmo, tomar a sua cruz e caminhar sobre a estrada do Amor.

Refletindo e rezando

Quando estou no sofrimento e na dor, tenho fechado o meu coração ou o abro ao dom imenso da Cruz? Quem é Jesus para mim? Tenho fé n’Ele? Eu o sigo somente no momento dos milagres e dos triunfos ou também quando anuncia o seu Calvário, que deverá <sofrer muito>? Consigo ler a Palavra na palavra que Deus pronunciou na minha vida? Vivo o mistério da minha cruz como reflexo e pariticipação na Cruz de Cristo? Possa Maria, nossa Mãe Consoladora ajudar-nos a viver santamente a espada que nos transpassou o coração.

Texto de Andreana Bassanetti extraído e traduzido da página eletrônica www.figlincielo.it

Anúncios

Escreva aqui o seu comentário, seu testemunho, seu pedido. Em breve, responderemos. Paz e Bem!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s