Dores Santificadas

Dores Santificadas

 

Em sua trajetória as dores são amigas e inimigas. São marcas e lições.

Santificar a dor é trazer a ela um sentido.

Santificar o sofrimento é deixar a responsabilidade desenvolver sobre frutos colhidos, sobre escolhas feitas.

As dores, quando santificadas, são viagens que nos elevam ao nosso próprio ser. Nas dores, nasce a reflexão.

Se a felicidade nos remete ao sorriso, as dores nos remete à uma nova postura. Um novo posicionamento, um jeito novo de chorar. As lágrimas purificam a alma, tornam as lembranças mais vivas.

As dores revigoram as decisões antes esquecidas, os planos antes estacionados, tornando a vida mais valiosa, e os momentos que antes banais passam a ser desejados.

A dor na alma tem cura, na caridade de um olhar compreensivo, de uma frase misericordiosa e no amor desenvolvido.

A dor na alma, só sabe quem sente. Faz lembrar que a vida está vazia. Porém, só vence quem se apropria da força da mente.

A dor santificada, nos leva ao um jeito humano de viver.

Pois a dor tal como cupido, faz enamorar o coração à fé, e nela somos chamados ao dom do amor para lembrar como é o saber viver, como é o prazer de amar, como é poder confiar.

E a dor no corpo? A dor do corpo, ofertada e santificada, tal como oblação. Traz ao sofrimento um novo sentido, uma nova paixão, e é na dor que sempre se alcança a ressurreição.

 

Eliete Gomes

Anúncios

Escreva aqui o seu comentário, seu testemunho, seu pedido. Em breve, responderemos. Paz e Bem!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s