Tudo é questão de tempo… tempo de Deus!

Tudo é questão de tempo… tempo de Deus!

 

As pessoas que amamos são insubstituíveis em nossa vida e em nosso coração. Embora cada um tenha sua missão, e cada missão o começo e o fim, aquele lugarzinho ocupado por elas ficou marcado, gravado no coração, e jamais será esquecido.

Quando nossos filhos ou entes queridos partem, forma-se um vazio imenso no coração, na alma e na vida. A presença física se foi, mas as lembranças de tudo o que vivemos juntos ficaram. Há dias que as lembranças são tão fortes que pensamos sentir o cheiro, o toque, o abraço… A saudade é tão inexplicável quanto a dor que ela provoca, mas como cristãos sabemos que, embora tudo pareça ser o fim, não é verdadeiramente o fim.  

Em Cristo temos a esperança de um dia reencontrá-los. Nosso filho, filha ou ente querido nunca se vai completamente, porque o amor que sentimos os tornam presentes, eternos em nosso coração, além do que as lembranças, os ensinamentos deixados, as marcas gravadas jamais se apagarão.

A saudade dói, e muito, mas se esse é o preço para sentirmos a presença tão amada dos nossos filhos ou entes queridos em nosso coração, que seja então uma dor envolvida na esperança, a esperança de que o ponto final não é verdadeiramente ponto final, apenas um ponto e vírgula, um ponto de espera, pois Deus nos prometeu um dia, no céu, que nos reencontraremos e viveremos eternamente em Sua grandiosa presença.

Um dia a gente vai se reencontrar. Isso é questão de fé e de tempo, do tempo de Deus! Mas enquanto estamos aqui, também vamos deixando nossas marcas na vida de todos aqueles que estão ao nosso lado, por isso precisamos avaliar nossas atitudes, nossos sentimentos, nossa fé, o rumo que damos à nossa vida.

Um dia por vez, até que se cumpra a promessa de Deus, que ao final da nossa missão, teremos uma grandiosa festa no céu!

A saudade é absurdamente imensa, mas, um dia por vez, porque tudo isso é uma questão de tempo… do tempo de Deus!

Regina Araújo

Anúncios

4 pensamentos sobre “Tudo é questão de tempo… tempo de Deus!

  1. Regina, muito bom ler suas mensagens, refletem o que todas nós, que temos filhos no céu, queremos e esperamos, o dia do reencontro. Enquanto isso, temos que conviver com a imensa saudade, com a dor, com a tristeza, mas também com a esperança, com Deus no coração, para podermos prosseguir, vivendo um dia de cada vez, no meu caso hoje a espera da justiça, para que não aconteça com outros jovens a morte trágica como a de meu filho e que outras mães não tenham que testemunhar o sofrimento do filho e a impotência para ajudá-lo. Somente a fé pode nos amparar nesses momentos. Eu com certeza sou prova do amor de Deus, que me acolhe todos os dias para prosseguir vivendo e aceitando a morte, não como um fim mas como o recomeço de uma nova vida.

    • Cláudia, a Paz de Jesus!

      Obrigada por suas palavras de fé, confiança e esperança! Verdadeiramente é pela graça de Deus que continuamos nossa caminhada, mesmo sem compreender tantas coisas. Como você falou, precisamos sim conviver com a imensa dor e saudade, mas o amor de Deus é tão maravilhoso que acalma nosso coração. Embora pareça ser o fim, como cristãos sabemos que não é o fim, e sim o começo de uma nova vida, plena e eterna.
      Claro que precisamos de tempo, e cada um tem o seu, no entanto a fé faz toda a diferença.
      É a fé que nos aproxima cada vez mais de Deus, e com Ele todo sofrimento é envolvido na paz e na esperança. É pela fé que permanecemos unidos a Ele e aos nossos filhos.
      Um dia a gente vai se reencontrar. Como eu disse acima, isso é questão de fé e tempo, do tempo de Deus!
      Que você continue firme em Cristo e continue também a ser para nós um exemplo de fé. Conte sempre conosco.Sempre que puder nos mande notícias.
      Que possamos permanecer unidos em oração.
      Deus a abençoe!
      Abraços,

      Regina

  2. Minha cara Regina,
    Saudações, que belas palavras …somente quem passa pela situação de perda sabe quanto vale a pena refletir sobre a questão do tempo. Depois que minha filha partiu, este foi o meu lema: esperança no tempo de Deus. Foi muito difícil, mas a partir das reflexões deste grupo, consegui entender que é preciso saber esperar e que Jesus não nos abandona nunca. Continue a sua missão evangelizando aos irmãos unidos pela dor da perda de um filho ou ente querido.
    Marcilene Passos

    • Querida Marcilene, obrigada por nos escrever!
      É muito bom receber notícias de quem amamos. Pedimos a Deus incansavelmente que Ele cuide de cada pai e cada mãe que como nós, carrega no coração essa imensa dor. Como você disse, Jesus não nos abandona jamais, aliás, é no sofrimento que O percebemos ainda mais juntinho de nós. Somente Ele para acalmar nosso coração. E somente avançando na fé conseguiremos seguir firmes na nossa missão até que se cumpra o “tempo de Deus”. Que Nosso Senhor continue a nos ajudar a acolher seus mistérios em nosso coração.
      Permaneçamos unidos em oração. Essa união fraterna nos fortalece, nos anima e nos capacita para seguirmos em frente, como uma grande família que caminha ao encontro de seus filhos no céu.
      Deus a abençoe! Força, fé, coragem e esperança!

      Abraços,

      Regina

Escreva aqui o seu comentário, seu testemunho, seu pedido. Em breve, responderemos. Paz e Bem!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s