Reflexão do mês de Julho de 2013

REFLEXÃO DO MÊS

 

Julho de 2013

 

 

“ .. escutava a sua palavra.” (Lc 10,39/b)

 

 

Julho é o mês da <Escuta orante>. O mês no qual Jesus nos pede um pouco de tempo, um pouco de atenção, um coração humilde e acolhedor, orante, que sabe escutar e interiorizar, sabe contemplar e meditar, um coração capaz de receber o seu amor. E é bonito, estar sentados aos seus pés, de mãos dadas, olhos nos olhos, a tu per tu com Ele, na amizade, em particular. É bonito perder-se na imensidão do seu Reino, onde agora vivem os nossos filhos. Deixar-se contagiar pela sua luz, pela sua beleza, pelo som melodioso das Suas palavras, como sopro vital, penetram no profundo, o transfiguram e o enchem de toda consolação. E, quem sabe, quantas vezes durante o nosso doloroso trabalho à procura de um fio de esperança, depois de tê-lo reencontrado, verdadeiramente acolhido na nossa casa, exatamente como fez Marta, também nós o ignoramos depois, o negligenciamos.

Tomados por mil preocupações quotidianas, pela agitação e pela ânsia da nossa necessidade de <fazer>, o substituimos com o nosso <eu> e brutalmente o ignoramos no nosso pequeno reino, esquecendo a preciosidade de sua presença. Cheios de zelo, até mesmo finalizadas em obras benéficas, talvez em memória de nosso filho, em serviços úteis e meritórios, nos sentimos autosuficientes, protagonistas da nossa salvação, surdos à sua Palavra.

Mas, <uma só é a coisa da qual temos necessidade, nos está dizendo também hoje Jesus, reclamando-nos o essencial da nossa vida, a parte melhor que não será tirada>. Somente Deus é necessário na vida do homem, é a parte boa que sacia o coração e o torna semelhante ao Seu. O nosso <fazer> deve ser só a consequência de um amor fiél, não o meio de obtê-lo.

Acolhê-lo, quer dizer recebê-lo na própria vida. Significa pô-lo no primeiro lugar, na nossa mente e no coração, através de uma contínua escuta orante, que nos transforma interiormente e nos conforma a Ele. Significa abandonar-se ao seu serviço, para ser capaz de servir os outros.

Refletindo e rezando:

Estou consciente de que a única coisa essencial na minha vida é hospedar Jesus no meu coração e viver os meus dias em uma contínua escuta orante da sua Palavra? As coisas que estou fazendo estão livres de toda preocupação? São expressão do Amor incontível que experimento estando aos seus pés? Peçamos a Maria, nossa Mãe Consoladora, para ajudar-nos a ter um coração humilde que, livre de preocupações inúteis, sabe escutar e sabe escolher a melhor parte.

Por Andrana Bassanetti, extraído e traduzido da página www.figlincielo.it

Anúncios

Um pensamento sobre “Reflexão do mês de Julho de 2013

  1. nesta vida estamos apenas de passagem,embora não queiramos pensar nisso.Hoje,você está aqui,e amanhã… A vida é um empréstimo,e deve ser vivida de modo sadio,procurando não prejuducar ninguém. você aprende que não vale a pena se aborrecer com pequenas coisas.

Escreva aqui o seu comentário, seu testemunho, seu pedido. Em breve, responderemos. Paz e Bem!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s