Reflexão de março de 2015

REFLEXÃO DO MÊS

Março de 2015

 

… tanto amou..(Jo 3,16)

 

Março é o mês do <Novo Renascimento>. O tempo no qual Jesus nos revela que o homem, além de nascer do ventre materno como acontece comumente, pode também renascer de novo, do alto, mediante a ação salvífica de Deus, que <tanto amou o mundo que lhe deu o seu Filho Unigênito> (no lugar de <mundo> podemos colocar o nosso nome ou o nome dos nossos filhos no Céu).

É um amor inimaginável, do qual jorra a história do Deus conosco. Uma história de amor infinita não só para cada criatura, as para o mundo inteiro, para toda criação, a terra, os animais, as plantas, as flores, o pôr do Sol, o universo: toda a beleza que nos circunda é um reflexo de seu amor.

Se não se nasce do alto não se pod nem mesmo ver o Reino de Deus, diz Jesus. De fato, quando nos encontramos diante de uma provação assim grande como a perda de um filho ou de uma pessoa amada, é difícil crer no amor de Deus. A noite que vivemos interiormente, a mesma que vive Nicodemos, é tão obscura que corre o risco de sufocar a luz e o amor que Deus gostaria de doar-nos exatamente no momento da provação. Pensamos que tenha sido cruel, ameaçador, insensível à nossa dor.

Na nossa confusão é fácil perder a fé, as referências de antes, os amigos de antes, as seguranças de antes, os interesses de antes, o trabalho de antes. No escuro não se sabe onde ir, para quem ir. Não existe nenhuma luz que possa iluminar os nossos passos, nenhuma esperança. Na confusão corremos o risco de escorregar no caminho sem saída e de perder-nos.

Eis que o Senhor nos dá a possibilidade de um renascimento, um segundo nascimento, do alto, escolhendo viver uma dimensão mais alta e mais ampla da nossa existência, no amor, segundo um outro projeto, e realizar o potencial que Deus mesmo pôs em cada um de nós.

Então, mesmo a nossa noite se ilumina, como a noite de Nicodemos, sentimos que quando amamos se multiplica a vida em nós, melhora e se intensifica o relacionamento com o filho ou a pessoa querida no Céu. Cada gesto nosso de cuidado, de ternura, de amizade para com o irmão que viveu a mesma experiência, transforma-se em reflexo do aor de Deus, leva a sua doçura, a sua força, reflete o amor dos nossos filhos.

Refletindo e rezando

No momento da provação, quando tudo se obscurece, desejo conforontar-me com a Palavra, o mistério da Cruz, para uma perspectiva mais ampla das coisas e renascer em Deus ou me obstino a permanecer no meu mundo restrito e estéril? Peçamos a Maria, Mãe consoladora, para acompanhar-nos em um novo renascimento.

Por Andreana Bassanetti (extraído e traduzido da página http://www.figlincielo.it)

Anúncios

Escreva aqui o seu comentário, seu testemunho, seu pedido. Em breve, responderemos. Paz e Bem!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s