Tu me amas, Senhor?

Bem sabemos que és um Deus presente, que nos amas sempre e que nos queres junto de ti. O que não sabemos é como isso acontece: Se te alegras com nossos sucessos, se te orgulhas de nossas conquistas, se tens esperanças no nosso potencial, se sofres com as nossas dores. Isso não sabemos.

Tu és perfeito! Como poderias sofrer e até chorar por nossas dificuldades, sem deixares de ser imutável? Como posso eu te atingir de tal maneira?

Mas se eu não te afetasse, como poderia dizer que tu me amas? Se te fossem indiferentes minhas dores e alegrias, de que amor estaríamos tratando?

Sabemos que em ti não há contradições, Senhor. O que falta é o entendimento a nós, que somos amados sem saber como.

E se meus erros realmente te afetassem, Senhor? E se de fato tu sofresses com as minhas dores? E se sofrer não fosse assim imperfeição alguma, mas fosse, sim, o sinal de uma perfeição ainda maior?

Senhor, eu sei que a indiferença não é própria de ti, e que tua vontade se dirige a nós aguardando a nossa adesão. Por isso não quero me esquecer de que tu me amas, e quero ser capaz de sentir e imaginar o teu amor por mim. Quero ser capaz de conformar a minha vida com os teus desígnios. E, se possível, quero apresentar-me a ti como motivo de alegria.

Não quero ser alheio aos teus sentimentos, Senhor…

Pe. Rogério das Neves

 

Escreva aqui o seu comentário, seu testemunho, seu pedido. Em breve, responderemos. Paz e Bem!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s