Sobre

Para os pais, a perda de um filho é uma dor indescritível. Independente das circunstâncias, a separação precoce de um ente tão querido é uma situação que exige fortalecimento espiritual, que muitas vezes é tarefa que os pais não conseguem desenvolver sozinhos. Para a Igreja, o serviço da caridade, assim como o anúncio da Palavra de Deus e a celebração dos sacramentos, “é expressão irrenunciável da própria essência” (D.A. 399). Por isso, surgiu na Diocese de São José dos Campos o Grupo de Reflexão Filhos no Céu.

“O grupo pretende ser uma presença discreta e amável da Igreja junto aos pais que viveram a experiência da perda de um filho ou filha e ajudá-los a viver uma fé mais consciente e madura, em uma nova e mais profunda união com Cristo, a exemplo da Virgem Maria, Mãe da Consolação. Acompanhá-los e ajudá-los a terem forças para andar no caminho da fé e esperança, em perfeita comunhão e alegria com seus filhos que estão no Céu”, descreve a carta de apresentação do Grupo, enviada a todas as paróquias da Diocese. 

Vem da Itália, do grupo Figli in Cielo, o modelo para o grupo daqui. Padre Rogério Augusto das Neves conheceu o trabalho há aproximadamente 3 anos e o apresentou a Regina Célia de Araújo, mãe de Renata, que partiu para a eternidade em 15 de janeiro de 2007.  A motivação vem da experiência de Regina. Para ela, o amparo recebido de amigos sacerdotes foi fundamental para a compreensão do fato e o amadurecimento de sua fé. Há algum tempo, Regina, Padre Paulo Renato, Padre Rogério Augusto e Irmã Lucinéia, que acompanhou Renata no hospital, planejam a formação do grupo. Após muita oração e reflexão, o dia inaugural foi agendado, 19 de setembro de 2009.

Nos encontros, além de meditar a Palavra de Deus, o grupo proporciona momentos de partilha e reflexão. Os encontros acontecem sempre no terceiro domingo de cada mês, às 15h (“Hora da Misericórdia”), no salão do Hospital Materno Infantil Antoninho da Rocha Marmo, em São José dos Campos.

7 pensamentos sobre “Sobre

  1. A benção Padre, uma vizinha que tenho como filha perdeu sua bebê ainda na barriga mas já pronta pra nascer, ela estava grávida de 38 semanas e houve uma infecção no cordão umbilical, ela só tem 16 anos Padre e o sofrimento é grande. Quero muito levá-la para acompanhar o grupo, existe um livro padre que posso comprar para presenteá-la?
    Somos de SJC
    Carolina Oliveira

  2. Agora dia 07/9 meu filho sofreu um acidente foi hospitalizado no hospital da Unimed em bauru fez uma cirurgia na bexiga que estava com hemorragia e teve êxito, meu marido conversou com ele e estava tudo bem no dia seguinte aplicaram uma injeção de Dipirona nele, os médicos não leram o prontuário de que tinha 4 fichas com alergia a Dipirona ele teve um choque anafilático e parada respiratória e veio a falecer Fizemos o BO com erro medico. nos eramos em 5 eu (Vera) meu marido (Milton) e filhos Willian ,Uelinton e Evelyn perdi meu filho Uelinton dessa forma , Nos eramos muito unidos muitas pessoas queriam ter os filhos que eu tenho. Filhos solidários com todos amorosos com qualquer um em fim um medico inves de salvar matou meu filho nosso coração esta dilacerado.

  3. Cara ir. Célia, saudações em Cristo!

    Nosso louvor a Deus por despertar em seus corações esse desejo de consolar as famílias que passam por tão grande sofrimento.
    É a Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo se colocando a serviço, e sendo verdadeiramente missionária.
    Entraremos em contato para auxiliarmos no que for necessário.
    Para nós é mais uma confirmação de que realmente é obra de Deus.
    Grande abraço,

    Regina Araújo

  4. Caro Padre Rogério, sou Ir. Célia Sampaio Missionária Filha de Jesus Crucificado, estou aqui na diocese de Castanhal – Pa, conheci filhos no céu na Itália e dia 10.10.2010, morreu tragicamente Camila Passos de 23 anos, filha de uma querida amiga e logo começamos a refletir sobre as mensagens do mês de Andreanna Bassanetti, fui a Itália em dezembro 2010, falei com a fundadora que me enviou os livros e textos vários. Mas quando voltei descobrimos a associação aí na sua diocese, melhor para nós, porque estava traduzindo os textos. Ao voltar da Itália, falei para o nosso bispo Dom Carlos Verzeletti e ele só deseja que comecemos logo este serviço de consolação aqui, visto que do ano passado para cá tantos jovens das nossas paróquias perderam a vida de forma trágica e tantas famílias estão na solidão e este é o ano dedicado à caridade aqui na Diocese, com o tema: “Discipulos missionários da Caridade” o nosso bispo encontra nesta associação uma real forma de caridade a quem sofre a perda de uma pessoa querida. Depois de um tempo a mãe de Camila Passos está retomando sua vida e agora estamos querendo como vocês, fazer os encontros do terceiro domingo do mês.
    Gostaríamos de receber de vocês o ESQUEMA de cada encontro, COMO SE FAZ.
    Gostaria de receber o mais rápido possivel, pois todo encontro do Conselho diocesano o bispo está pedindo para iniciar.
    Me envie neste e-mail: celiasampaio1966@hotmail.com
    ou marcilenepassos@veloxmail.com
    Desde já agradeço.
    Irmã Célia Sampaio telefone (91) 3725-1213.

    • Olá, Ir. Célia.
      Que alegria em receber esta sua mensagem! Vou entrar em contato imediatamente. Também vou passar os contatos para a Regina e outros membros do grupo. Saiba que nós cremos que se trata mesmo de uma obra de Deus.
      Um grande abraço.
      Pe. Rogério das Neves

  5. Caro Adilson.
    Antes de mais nada, em tudo, temos de confiar em Deus.
    Eu tenho plena convicção de que não temos nada de eficaz para oferecer às pessoas que estão vivendo esta dor. Assim como não podemos fazer muito por uma pessoa que está no leito de morte. Mas há alguma coisa para fazer, e que as pessoas esperam muito que façamos: que ofereçamos a nossa presença, humana, solidária, capaz de se fazer sentir. Há uma linguagem que o coração entende. Não é de palavras. É de presença, de silêncio, de respeito.
    O grupo “Filhos no céu” procura ser isto. Há outras pessoas que passam pela mesma dor, e por isso podem representar para quem perdeu um filho como que um irmão de sofrimento, e também de luta e de superação.
    Além disso, nós nos reunimos para rezar. Rezamos pelos pais e rezamos pelos filhos no céu.
    Nesta página da internet temos algumas orações próprias. Se você puder fazer com que elas cheguem à sua irmã, quem sabe rezando, Deus mesmo a ajudará a buscar um auxílio maior neste momento.
    Se ela quiser participar da missa no terceiro Domingo. Ela não será forçada a nada. Se quiser ir na missa e depois ir embora sem participar da reunião, não há problema.
    Na missa, temos um momento, na oração da comunidade, em que os pais rezam pelo seu filho, dizendo o seu nome e sobrenome, e todos rezam por ele. Na próxima missa, estamos pedindo que as pessoas levem uma fotografia do seu filho, só para apresentar na hora da oração. Entretanto, repito, ela pode participar do que quiser, sem se sentir forçada a nada. Deus trabalha diretamente com cada um.
    Reze muito pela sua irmã, e esteja sempre presente. Escute muito! Não importa que ela pareça não estar lutando, por causa das coisas que diz. A dor precisa ser ouvida. Se ela, talvez, manifestar algum desejo ou dúvida de participar da missa ou do encontro, e você perceber que ela precisa de um apoio, ofereça-se para ir com ela.
    Estaremos juntos em oração.
    Um grande abraço.
    Pe. Rogério Augusto

  6. Caros irmãos e irmãs, faço parte da Paróquia Sagrada Família, em São José dos Campos, na Pastoral Familiar e Pastoral Litúrgica. Tenho uma irmã que no dia 18 de janeiro de 2009, perdeu seu filho mais velho Gabriel (16 anos), num acidente de automóvel, provocando uma tragédia na família.
    Minha irmã, a qual amo muito junto, com meu cunhado Sérgio, passam por momentos difíceis em suas vidas. Procuro trazê-los na fé e buscar em Deus uma sustentação para conseguir suportar inifinita dor, porém existem momentos de altos e baixos, onde eles não suportam a dor.
    Não sei mais o que fazer, precisamos muito de ajuda, pois como fazê-os participar e acreditar nesse trabalho?
    Nem mesmo repassar este email, consigo.
    Um forte abraço e parabéns pelo trabalho, fiquem com Deus.

Escreva aqui o seu comentário, seu testemunho, seu pedido. Em breve, responderemos. Paz e Bem!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s