A dor da perda de um filho

Certa vez ouvi dizer que na adversidade Jesus toma conta de todo nosso ser, de fato isso aconteceu comigo no dia 11 de outubro de 2008. Nesse dia recebi uma notícia que nenhuma mãe gostaria de ouvir, ou seja, que meu filho acabara de falecer em um acidente de moto. Naquele momento senti meu coração esfriar e ao mesmo tempo, medo, insegurança, dúvidas, e por fim tristeza tomaram conta da minha vida. Depois de algumas horas veio a confirmação de que realmente meu filho havia partido desse mundo e junto dele muitos projetos ao qual ele planejava e eu também como mãe sonhava para ele,simplesmente pararam no tempo.

A dor de não poder mais ver meu filho falar, sorrir, abraçar- me, colocar- me em seu colo, levar- me para passear, enfim não aconteceria mais. Eu não conseguia ficar em pé diante da dor que parecia me consumir e nem mesmo sequer ouvir o que as pessoas falavam para mim naquele momento. Restava- me apenas segurar a camisa de meu filho junto a meu rosto, como que em dado momento o substituísse, e chorar deitada em uma cama pois uma parte de mim também partira junto com ele. Mas como o Senhor não nos abandona nunca, eis que uma pessoa veio ao meu encontro, envolveu- me em seus braços, e disse aos meus ouvidos com autoridade que Jesus lhe concedia a seguinte frase: Assim como minha mãe ficou de pé diante de meu sofrimento, você vai ficar de pé diante de seu sofrimento, pois como filha escolhida, sentirá meu amor preencher o espaço vazio deixado em seu coração com a partida de seu filho. Sem dúvida alguma senti naquele momento, Jesus e Maria segurarem-me pelas mãos e conduzirem- me para o que seria o último momento de uma mãe diante de seu filho,que já se encontrava nos braços do Pai.

Minha dor só não foi maior que a de Nossa Senhora, que assistiu de perto todo o sofrimento de seu filho Jesus, horas antes dele morrer. Graças a Deus que teve compaixão de mim, não permitindo que meu filho sofresse. Uma frase citada na música da Adriana ( Canção Nova ) guardo em meu coração. “Lágrimas doem pra valer, mas sempre há de prevalecer. Toda vontade do Senhor presente em minha vida.” Agradeço a Jesus por ter enviado uma pessoa para ficar a meu lado durante todo tempo em que fiquei diante de meu filho, pois o Senhor quis precisar dela para amenizar minha dor, dizendo tudo aquilo que o Espírito Santo queria que eu ouvisse, para que eu ficasse de pé, conforme havia anunciado.

Meu filho foi sepultado e nossa separação foi consumada apenas fisicamente, pois ele permanece vivo para sempre em meu coração, da mesma forma que Jesus e Maria também. Sinto isso, pois na manhã seguinte ao contemplar um novo dia que surgia, perguntei ao Espírito Santo se meu filho Rafael estava feliz diante de sua nova morada, queria uma resposta concreta através de algo que pudesse ver. No mesmo instante próximo a janela de meu quarto pousou um pássaro, muito bonito por sinal, que ficou olhando para mim durante alguns minutos o suficiente para que sentisse uma paz muito grande e tivesse certeza de que minha pergunta fora respondida.

Obrigado Senhor por viver a sua palavra no evangelho de João Cap. 11 Versículos 25-26. Disse- lhe Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim ainda que esteja morto, viverá. E todo aquele que vive e crê em mim, jamais morrerá “ .

A paz de Jesus e todo amor de Maria estejam com vocês.

Autora: Gláucia, irmã do Émerson da Danielle

1.207 pensamentos sobre “A dor da perda de um filho

  1. Boa Noite me chamo Tânia, Perdi meu filho caçula Tony com 31 anos no dia 06-12-2015 no dia de domingo .Ele se afogou em um rio, mesmo sabendo nadar. Faz setes meses que vivo sofrendo, essa dor é a pior dor que já senti em minha vida. Nem quando tive ele sofri tanto. É um parto averso. Minha vida não tem mais sentido, a tristeza tomou conta do meu ser. Não consigo me conformar e muito menos aceitar. Sei que tenho outro filho, que é meu porto seguro. Mas, a minha metade foi junto com meu Tony. Choro quase todos os dias,e não consigo aceitar a realidade. Ele era um rapaz lindo, de bem com a vida, era calmo, meigo, temente a Deus, cativava a todos com sua alegria. Todos familiares e amigos , gostavam e gostam dele. Muitos consideravam ele como um irmão. Estou sem chão , não sei o que fazer, e o que pensar. E fico perguntando o pq? Peço tanto ajuda de Deus, pra que eu me recupere . Preciso muito de ajuda,

  2. EM 02 DE NOVEMBRO DE 2014 PERDI MINHA PRIMEIRA FILHA, NAO HAVIA DESCOBERTO A GRAVIDEZ, POREM ENTRANDO NO QUINTO MES, PERDI MINHA FILHA EM QUESTAO DE 5 MINUTOS EM CASA, SEM SENTIR NENHUMA DOR INCIALMENTE, SEM SANGRAMENTOS, NEM DEU TEMPO DE CORRER PARA O HOSPITAL. ENTREI EM ESTADO DE CHOQUE, POIS POR NAO SABER DA GRAVIDEZ, SENTI ALGO ESTOURAR DENTRO DE MIM, ERA A BOLSA, A PARTIR DALI, VIERAM AS DORES DO PARTO. CORRI PARA O BANHEIRO E ELA CAIU DENTRO DO VASO. QUANDO ISSO OCORREU EU SO SABIA CHORAR, PARALISEI, NAO TIVE NENHUMA REAÇÃO, ME LEVARAM PARA O HOSPITAL E O BEBE TMBM, POREM ELA NAO TEVE REAÇÃO, JA HAVIA FALECIDO. AO DAR ENTRADA NO HOSPITAL, PARA MINHA INFELICIDADE, AINDA HOUVE ACUSAÇÕES DE ABORTO POR PARTE DA MEDICA DE PLANTAO. ELA FALANDO ESSAS COISAS PRA MIM DOIA CADA VEZ MAIS. FIQUEI 2 DIAS INTERNADA E VOLTEI PARA CASA COM SENTIMENTO DE VASIO, REVOLTA, CULPA E INCOMPETENCIA. VOLTEI A TRABALHAR APOS 15 DIAS, POR TER SIDO PARTO NORMAL E NAO TER TIDO NENHUMA ANORMALIDADE E CONTINUEI A SEGUIR A VIDA. APÓS UMA ANO DO ACONTECIDO EU E MEU MARIDO RESOLVEMOS TENTAR UMA GRAVIDEZ AGORA PLANEJADA. ENGRAVIDEI ASSIM QUE SE FEZ UMA ANO. DESCOBRI A GRAVIDEZ COM APENAS DUAS SEMANAS, UM MISTO DE ALEGRIAS, PREOCUPAÇÕES SE TUDO DARIA CERTO, MEDO, POREM MUITA SATISFAÇÃO DA MINHA PARTE DA DO MEU MARIDO. CONTEI A TODA FAMILIA E A PARTIR DAI PARTIMOS PARA A CONSULTA DE PRE NATAL, A PRIMEIRA DE MUITAS. ESCOLHI UM DOS RECONHECIDOS COMO MELHOR MEDICO DA CIDADE. MARQUEI A CONSULTA E LA VAMOS NOS. CHEGANDO LA, INFORMEI AO MEDICO QUE HAVIA PERDIDO A PRIMEIRA BEBE A UMA ATRAS, SEM SINTOMAS APARENTES, POREM, NA EPOCA TRABALHAVA EM UMA LOJA DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO E QUE ME ESFORÇAVA MUITO. PEDI PARA ELE OBSERVAR TUDO DIREITINHO, POIS NAO HAVIA CAUSA APARENTE DO TRABALHO DE PARTO PREMATURO. FIZEMOS A PRIMEIRA ULTRA, AINDA NAO TINHA EMBRIAO, APENAS O SACO GESTACIONAL. FORAM REALIZADAS MAIS 3 ULTRA DURANTE ESTE PRIMEIRO MES, QUE ERA DEZEMBRO DE 2015. ATE QUE ENFIM NO MES SEGUINTE VEIO A CONFIRMAÇÃO, EMBRIAO DEVIDAMENTE INSTALADO NO UTERO E DENTRO DO SACO GESTACIONAL. TUDO CORREU MUITO BEM, ERA REALIZADO ULTRA EM CADA MES, JUNTO A CONSULTA DE PRE NATAL, TUDO LINDO, CONFIRMADO JUNTO AO MEDICO, TUDO PERFEITO, TINHA A PRESENÇA DE ALGUNS MIOMAS, POREM NAO OFERECIAM MAIS RISCO DE ABORTO, UMA VEZ QUE ELES ERAM PEQUENOS, O MEDICO INCLUSIVE CONFIRMOU ISSO VERBALMENTE, ENTRANDO NO MES DE MAIO, MAIS PRECISO DIA 05/05 FIZ A TAO ESPERADA ULTRA MORFOLOGICA, MEU MARIDO, COMO NAO TINHA ACOMPANHADO AS OUTRAS ULTRAS, FOI COMIGO PARA CONHECER NOSSA LINDA FILHA, SIM ERA UMA MENINA, CONCLUIDA A MORFOLOGICA, TUDO PERFEITO, LINDA, FORMADINHA, ATE SEUS CABELINHOS DEU PARA VER, ENFIM, ELA ERA E ESTAVA PERFEITA, JA COM 800 GR E 35 CM. FUI EMBORA TODA FELIZ, MINHA NENEM NASCERIA GRANDE E PESADA. ATE QUE NO DIA 20/05 POR VOLTA DE 14:00 MEU PESADELO COMEÇOU. DO NADA, JA ESTAVA NO TRABALHO, COMEÇEI A SENTIR PEQUENAS FISGADAS NA PARTE BAIXA DA BARRIGA, PEDI MEU PATRAO PARA ME LEVAR AO HOSPITAL, POIS NAO ESTAVA BEM, JA HAVIA TENTADO ACIONAR MEU MEDICO A CAMINHO, POREM O MESMO NAO HAVIA ATENDIDO O TELEFONE, AO CHEGAR AO HOSPITAL INFORMEI ÀS SECRETARIA QUE ESTAVA PASSANDO MAL, ATE AI JA ESTAVA COM FORTES DORES NA BARRIGA E MESMO ASSIM TIVE QUE AGUARDAR. A CADA SEGUNDO QUESTIONAVA COM UMA OU OUTRA SECRETARIA QUE ESTAVA SENTINDO DORES E AS MESMAS DISSERAM PARA AGUARDAR QUE ESTAVA TERMINANDO E NISSO FORA-SE MAIS OU MENOS 40 MINUTOS, TEMPO NECESSARIO PARA QUE A PARTIR DAI O MEDICO ME ATENDER E VER QUE EU JA ESTAVA COM 5 CM DE DILATAÇÃO, OU SEJA, TRABALHO DE PARTO PREMATURO EXTREMO, COMO O MESMO DISSE. FUI ENCAMINHADA PARA UM HOSPITAL DE BASE EM SAUDE DA CRIANÇA E DA MULHER NA CAPITAL, POIS O MEDICO DISSE QUE A NENEM IRIA NASCER E QUE NA NOSSA CIDADE, POR SER INTERIOR, NAO TERIA ESTRUTURA PARA SALVAR A VIDA DE UM RECEM NASCIDO E ALTA PREMATURIDADE, QUE ERA O CASO DA MINHA FILHA, ESTAVA APENAS DE 27 SEMANAS. SAI DO HOSPITAL 15:30 DA TARDE E DEI ENTRADA NA CAPITAL AS 18:00HRS, A MEDICA DE PLANTAO INFORMOU A MINHA IRMA, QUE ME ACOMPANHARA, QUE EU ESTAVA BEM, MAS QUE MINHA BEBE, ESTAVA EM SOFRIMENTO. ENTRARAM COM MEDICAÇÕES PARA AMADURECER OS PULMOES DA BEBE, PARA EVITAR CONTRAÇÕES E ME INFORMARAM QUE EU DEVERIA FICAR QUIETINHA. EU SENTIA DORES E MAIS DORES, COM TODAS AS MEDICAÇÕES, AINDA TINHA CONTRAÇÕES, NADA DIMINUIA AS DORES. ASSIM ME INFORMARAM QUE SERIA DIFICIL SALVAR A NENEM, TUDO DEPENDERIA DO MEU ORGANISMO, A BOLSA JA TAVA PROTUSA, NEM CONSEGUIRIAM MAIS REALIZAR O TOQUE PARA VER A BOLSA E QUE SE EU CONSEGUISSE SEGURAR MAIS DOIS DIAS MELHORARIAM AS CHANCES DE SALVAR ELA, ESSE SERIA O PRAZO PARA APLICAREM MAIS DUAS DOSES DA INJEÇÃO PARA AMADURECER O PULMAO. POREM ÀS 22:50 A BOLSA ROMPEU, ME LEVARAM PARA SALA DE PARTO E ELA NASCEU, MORTA, SEM NENHUMA REAÇÃO. MEUMUNDO DESABOU ALI, AO VER ELES TIRAREM ELA DE DENTRO DE MIM A FERRO, POIS ELA ESTAVA SENTADA E NAO TER NEM UM CHORINHO, NENHUMA REAÇÃO DE VIDA. QUANDO VIERAM ME MOSTRAR, OBSERVEI QUE A MINHA NENEM ERA A CARA DO PAI DELA, TINHA TANTO CABELO, CABELO PRETINHO, O QUEIXINHO E O NARIZ DO PAI DELA, EM RESUMO A COISA MAIS PERFEITA QUE DEUS FEZ. POREM DEUS LEVOU. A PARTIR DALI, DESABEI EM PRANTOS. AO IR PARA O QUARTO, ENFERMARIA, ME DEPAREI COM A MAIOR DOR QUE POE EXISTIR, NAO QUE TENHA INVEJA DAS OUTRAS MAES, MAS A DOR DE VE-LAS COM SEUS BEBES NOS BRAÇOS, DANDO DE MAMAR, CHORANDO, ISSO NAO TEM EXPLICAÇÃO. DEPOIS DE DOIS DIAS TIVE ALTA E FUI EMBORA PRA MINHA CIDADE, ACOMPANHAR O ENTERRO DA MINHA LINDA, FOI OUTRO BAQUE, VER ELA NO CAIXAO, LEVA-LA PARA SEPULTAR. AO CHEGAR EM CASA, OUTRO BAQUE, VER TUDO PRONTINHO A ESPERA DA TAO SONHADA FILHA, BERÇO, BANHEIRA, ROUPINHAS, TUDO PERFEITO E PRONTO. É A HORA DE CAIR A FICHA E VER QUE TUDO SE ENCERROU ALI, QUE NADA MAIS EXISTE. OS CHUTINHOS DENTRO DA BARRIGA TUDO FORA AO ZERO. UMA SEMANA APÓS PROCUREI O MEDICO ESCOLHIDO POR MIM, AO QUAL CONFIEI A MINHA VIDA E A VIDA DE MINHA FILHA, ELE ME ATENDEU TAO SEM GRAÇA, A TODO TEMPO SE CONTRADIZIA, EU SO QUERIA SABER O QUE TINHA ACONTECIDO, QUERIA UMA LUZ, UM CAMINHO A SEGUIR, ME ATENDEU COM UMA MÁ VONTADE EXTREMA E AO CONSTATAR ISSO, DEIXEI O CONSULTORIO AINDA MAIS DESOLADA. OS MEDICOS DA CAPITAL ME MANDARAM COM UM PRONTUARIO PARA QUESTIONAR AO MEU MEDICO SE O MEU CASO É IIC (INCOMPETENCIA INSTMO CERVICAL) OU SEJA, SE EU SOU PORTADO DE INSUFICIENCIA DO COLO UTERINO, NEM ISSO ELE QUIZ PESQUISAR. HOJE JA SE FAZEM 45 DIAS SEM ELA, ESTOU ESPERANDO O RESULTADO DA NECROPSIA QUE VAO REALIZAR COM MATERIAL COLHIDO DO CORPO DELA PARA PROCURAR UM ESPECIALISTA QUE QUEIRA ME ACOMPANHAR COM COMPROMISSO E HONESTIDADE E DESCOBRIR SE O QUE TENHO É ESSA DOENÇA. ME ENCONTRO COM UMA DOR IMENSURÁVEL, TRISTEZA TAMANHA, POREM BUSCANDO CONFORTO EM DEUS. ELE DEU, ELE TOMOU, E HOJE MINHA FILHA S ENCONTRA NOS BAÇOS DE DEUS. ESPERO QUE UM DIA EU ENTENDA O PORQUE DE EU TER SIDO ESCOLHIDA, O PORQUE DE NAO TER DADO CERTO, E PEDIR A NOSSO DEUS QUE EU POSSA TER MEUS FILHOS EM MEUS BRAÇOS, VIVOS E SAUDÁVEIS UM DIA. ENFIM DEUS SABE O QUE FAZ, ELE SABE DE TUDO, PEÇO PERDÃO PELO MEU TAMANHO ESGOISMO DE NAO TER ACEITADO INICIALMENTE E TENTO SEGUIR EM FRENTE AGRADECENDO POR TER TIDO A OPORTUNIDADE DE PODE TER SENTIDO ESSA LINDA NENEM EM MEU VENTRE POR ESSAS 27 SEMANAS. MAMAE AMA INFINITAMENTE E ETERNAMENTE.

  3. Dia 19 de julho completa 6 anos da partida do meu filho Lucas David.
    A Dor é a saudade não diminuiu é mesma. Muito tempo sem meu filho e nesse tempo continuo vivendo um dia por vez, ele foi assassinado como muitos e durante esse tempo além da dor da saudade tive que comparecer à audiências, julgamento e ficar cara a cara com o assassino q era filho do meu vizinho.
    Difícil ver alguém q tirou a vida de um filho seu andando na mesma rua onde não mais seu filho poderá andar.
    No julgamento foi sofrido e eu só fui porque entreguei nas mãos de Deus e ele foi condenado a 13 anos de prisão, passou 4 e saiu sem um pingo de arrependimento e o meu medo se misturou a dor é a incompreensão de fé na justiça do homem é até de Deus. Mas mais uma vez me desespere e busquei apoio nesse que tu pode e ver, e agora faltando um mês para completar seis anos a justiça de Deus foi feita pois o que tirou a vida do meu filho foi acertar entre ele e Deus.
    Se eu fiquei feliz, não, não desejei a morte dele em nenhum momento pois sei q não é solução mas sei que Deus agiu mais uma vez como quem diz: olha eu estou aqui e tudo posso e o que faço é no tempo certo.
    Sofro, choro,lameto e mumuro porque sou humana e falha, mas sigo pedindo a Deus que me der forças e aumente a minha fé..

Escreva aqui o seu comentário, seu testemunho, seu pedido. Em breve, responderemos. Paz e Bem!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s