A dor da perda de um filho

Certa vez ouvi dizer que na adversidade Jesus toma conta de todo nosso ser, de fato isso aconteceu comigo no dia 11 de outubro de 2008. Nesse dia recebi uma notícia que nenhuma mãe gostaria de ouvir, ou seja, que meu filho acabara de falecer em um acidente de moto. Naquele momento senti meu coração esfriar e ao mesmo tempo, medo, insegurança, dúvidas, e por fim tristeza tomaram conta da minha vida. Depois de algumas horas veio a confirmação de que realmente meu filho havia partido desse mundo e junto dele muitos projetos ao qual ele planejava e eu também como mãe sonhava para ele,simplesmente pararam no tempo.

A dor de não poder mais ver meu filho falar, sorrir, abraçar- me, colocar- me em seu colo, levar- me para passear, enfim não aconteceria mais. Eu não conseguia ficar em pé diante da dor que parecia me consumir e nem mesmo sequer ouvir o que as pessoas falavam para mim naquele momento. Restava- me apenas segurar a camisa de meu filho junto a meu rosto, como que em dado momento o substituísse, e chorar deitada em uma cama pois uma parte de mim também partira junto com ele. Mas como o Senhor não nos abandona nunca, eis que uma pessoa veio ao meu encontro, envolveu- me em seus braços, e disse aos meus ouvidos com autoridade que Jesus lhe concedia a seguinte frase: Assim como minha mãe ficou de pé diante de meu sofrimento, você vai ficar de pé diante de seu sofrimento, pois como filha escolhida, sentirá meu amor preencher o espaço vazio deixado em seu coração com a partida de seu filho. Sem dúvida alguma senti naquele momento, Jesus e Maria segurarem-me pelas mãos e conduzirem- me para o que seria o último momento de uma mãe diante de seu filho,que já se encontrava nos braços do Pai.

Minha dor só não foi maior que a de Nossa Senhora, que assistiu de perto todo o sofrimento de seu filho Jesus, horas antes dele morrer. Graças a Deus que teve compaixão de mim, não permitindo que meu filho sofresse. Uma frase citada na música da Adriana ( Canção Nova ) guardo em meu coração. “Lágrimas doem pra valer, mas sempre há de prevalecer. Toda vontade do Senhor presente em minha vida.” Agradeço a Jesus por ter enviado uma pessoa para ficar a meu lado durante todo tempo em que fiquei diante de meu filho, pois o Senhor quis precisar dela para amenizar minha dor, dizendo tudo aquilo que o Espírito Santo queria que eu ouvisse, para que eu ficasse de pé, conforme havia anunciado.

Meu filho foi sepultado e nossa separação foi consumada apenas fisicamente, pois ele permanece vivo para sempre em meu coração, da mesma forma que Jesus e Maria também. Sinto isso, pois na manhã seguinte ao contemplar um novo dia que surgia, perguntei ao Espírito Santo se meu filho Rafael estava feliz diante de sua nova morada, queria uma resposta concreta através de algo que pudesse ver. No mesmo instante próximo a janela de meu quarto pousou um pássaro, muito bonito por sinal, que ficou olhando para mim durante alguns minutos o suficiente para que sentisse uma paz muito grande e tivesse certeza de que minha pergunta fora respondida.

Obrigado Senhor por viver a sua palavra no evangelho de João Cap. 11 Versículos 25-26. Disse- lhe Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim ainda que esteja morto, viverá. E todo aquele que vive e crê em mim, jamais morrerá “ .

A paz de Jesus e todo amor de Maria estejam com vocês.

Autora: Gláucia, irmã do Émerson da Danielle

1.125 pensamentos sobre “A dor da perda de um filho

  1. Meu nome é Divina eu também perdi um filho chamado Lucas Vicentine, ele fez 15 anos no dia 23-07-2011 e morreu no dia 07-08-2011, sou separada do pai dele e ele morava com o pai, e foi em um domingo de manhã que meu telefone tocou fui atender toda feliz pensando que era ele me ligando, mas quando atendi era o pai dele, me dando a pior noticia da minha vida, foi quando ele falou o nosso filho Lucas morreu afogado, naquele momento o meu mundo desabou, e sei que naquele dia ele partiu e levando consigo um pedaço de mim, porque sofro muito com a ausência dele, cada dia que passa a saudade é maior, o que me conforta é saber que ele era uma pessoa muito boa e não tinha nenhuma maldade no coração e tenho certeza que hoje ele está no braços do Senhor.

    • Querida Divina,

      A paz do Senhor Jesus esteja em teu coração!

      Nossas dores, envolvidas pela saudade, não nasceram com perguntas, e sim acontecimentos. É a saudade doendo e com muita força, e podemos dizer que ela é física, de tanto que nos dói.
      Não é força de palavras e sim é a força do amor que sente a falta da presença física do filho que foi morar com Deus.
      Mas precisamos reagir, queremos morar no céu, encontrar o filho, queremos ter a Graça de nos reunir com eles novamente e para isso, Divina, a saudade nos traz uma vontade de ter a vida eterna, e é ai que nos apegamos, vamos enfrentado o dia a dia, fazendo uma força sobre humana, para conseguir viver aqui, sem a presença física do filho, neste mundo não podemos mais abraçar, beijar, acariciar, então vamos vivendo a partir do aqui e do hoje, a vida eterna. Porque o que queremos de fato é estar com o filho que partiu.
      Então por ter um filho no céu, vamos vivendo apenas o hoje, é assim que eles vivem, eles vivem apenas um tempo, apenas o presente, apenas o agora, e é assim, que nós vamos vivendo, um dia por vez, um passo por dia, e cada coisa a seu próprio tempo.
      A dor da saudade não irá nos matar, mas irá nos ensinar a viver de forma diferente. Saberemos com o tempo agradecer o tempo em que vivemos juntos, agradecer o dom da vida e da maternidade, e saber reconhecer que nossas vidas são mais coloridas, porque eles passaram por nós. E então, para que possamos compreender a vida com a presença desta ferida, chamada saudade, vamos pedindo a Graça da cura, não da cura da saudade, pois essa é nossa companheira, pois se amamos, sentimos saudade. Mas a cura chamada de consolação.
      Deus está com os nossos filhos, Deus está a frente dessa nossa saudade e então é Ele que vem ao nosso socorro para nos salvar. E com Deus podemos contar. Deus se manifesta em nosso silêncio, e em nossas orações podemos nos entregar e acreditar: “Mostrai-nos, Senhor, a vossa misericórdia, e dai-nos a vossa salvação. Escutarei o que diz o Senhor Deus, porque ele diz palavras de paz ao seu povo, para seus fiéis, e àqueles cujos corações se voltam para ele. Sim, sua salvação está bem perto dos que o temem, de sorte que sua glória retornará à nossa terra. A bondade e a fidelidade outra vez se irão unir, a justiça e a paz de novo se darão as mãos. A verdade brotará da terra, e a justiça olhará do alto do céu. Enfim, o Senhor nos dará seus benefícios, e nossa terra produzirá seu fruto. A justiça caminhará diante dele, e a felicidade lhe seguirá os passos.” Salmo 84, 8-14
      Divina, tenha Deus sempre perto de você, terá assim o seu Lucas, pois é com Deus que ele está e juntos estão próximos de você. Creia em Deus e tudo é Ele que irá conduzir.
      Encontre-se em nossas orações, Deus te ama e vem sempre ao teu encontro, e em suas orações entregue a Deus os pais e mães que assim como você sentem saudades eternas.

      Deus te abençoe profundamente,

      Abraços fraternos,

      Eliete Gomes

  2. Com todo nosso amor para Marina
    Olá meus amigos…todos sabem o meu desejo imenso em ser mãe. Sonhei muito, planejei. Lembro-me que gostaria de ter feito a surpresa do exame positivo ao meu marido Joselito, mas quem o fez foi ele, e eu achei a maior declaração de amor que alguém poderia ganhar: buquê de flores, um sapatinho branquinho e…o resultado positivo pra uma gravidez. Dia mais feliz da minha vida. Comecei o pré-natal, consultas, ultrassom….e descobrimos que iria ser uma menina, Marina seria o nome dela. Comecei os preparativos para o enxoval, e escolhi tudo lindo, do jeito que imaginei como seria minha pequena bailarina, uma princesa. Mas aos sete meses, em meio ao trabalho, com um sangramento no nariz, uma ultrassonografia mostrava que minha neném não estava bem, e naquele mesmo dia 15 de abril, teria que ser encaminhada para Maternidade Januário Cicco. Tive ela nesse mesmo dia às 21h 45 min, medindo 34cm, pesando 1,010kg. Pedi logo pra ver seu rostinho e pude conferir que era o mesmo que havia visto na ultrassom. Amor a primeira vista. Me apaixonei bebê por você. Minha neném foi direto pra UTI NEO, lá ficamos por 57 dias. Entre dias bons e ruins, uma guerreira que lutava pra viver, saturação ótima, coração ótimo, mas teve que enfrentar infecções, enterocolite, mamãe sofria por ver que você tinha que ficar sem o leitinho. Mamãe a alimentava, quando podia, através de sonda. Foram muitos pedidos de oração, você meu bebê, aproximou muita gente de Deus, foram muitas correntes pedindo a intercessão por você, pela sua saúde. Nossa, como você aproximou as pessoas, as famílias. Através de você bebê conheci pessoas maravilhosas. Durante minha estadia nesta Maternidade, conheci outras mães de UTI, e como é difícil ser mãe de UTI, esperar por notícias boas e ruins todo dia, é muito angustiante. Mas nesta Maternidade também encontramos uma equipe fantástica, que consegue amenizar um pouco o que nós passamos no dia-a-dia. Você precisou de sangue e foi feito uma corrente no face, no whatsApp, Insta..todos em campanha por Marina, que lindo! Você foi muito cuidada por toda equipe da UTI médicos: Dra. Graça, Dra. Judite, Dra. Alana, Dra. Patrícia, Dra. Liliana Paraguaia, Dra. Ana Laura, Dra. Amanda, Dra. Ana Lilian (a Barbie), Dra. Kayse, Dra. Márcia, Dra. Regina, Dra. Louise, Dra. Fernanda, Dra. Lana Patricia, Dra Lana Maria….Enfermeiros: Ana Paula, Michele Larissinha, Rafaela, Bethi, Joyce, Mileny Onofre…e os técnicos: Vivi, Eva, Moniquinha, Mônica, Michelle, Silvan, Robson, Ismânia, Amanda, as duas Chris, Fabiana, Bosco, Maysa, Josyara, as Josys todas, Paloma…são muitas mas desculpem a quem não citei, vai meu agradecimento do mesmo jeito. A equipe do lactário Andrezza, Monalisa, Juliana, Izabel, Edna, Juna e tantas outras…as Psicólogas Thatiane e Lorena…Tacyane, Maureen e Mila..no meu coração.
    Dia 11 de junho meu bebê, minha Marina se foi pra os braços do Senhor. Choro de saudades, me pergunto entre lágrimas, por que ela se foi. POR QUE MEU BEBÊ SE FOI? E alguém me disse: Saiba que seu bebe não se foi…
    Continua entre nós, de um jeito diferente. Está vivo de um jeito diferente! Com certeza do jeito perfeito, o jeito de Deus! Não pergunte por que seu bebe já foi tão cedo…Pergunte-se: por que ele veio? Por que Deus teria dado este bebe a você?
    O que seu bebe veio fazer entre nós? Seu bebê veio porque tinha uma missão,
    a missão de amar e ensinar a amar.
    E a sua missão como mãe é a de amá-la eternamente. Seu bebe foi um raio de luz, uma mensagem de Deus. Veio e se foi…Mas sua passagem tão breve deixou tanto AMOR, tanta SAUDADE, que seria impossível esquecê-la!
    Hoje eu só posso agradecer a Deus por Ele ter enviado este presente para o meu ventre…mesmo que fosse por tão pouco tempo.
    Faço esta oração: Deus meu Pai, hoje eu sofro a dor da saudade. A dor de não poder mais tocar neste Anjo de Luz. Mas, mesmo entre lágrimas, te agradeço.
    Obrigada por ter me permitido viver com meu bebezinho, com minha Marina de um jeito tão especial, de ter cuidado dela, tê-la trocado as fraldinhas e aproveitar o tempo que foi com minha anjinha de luz. Obrigada pelo tempo que ela passou comigo…Dá-me hoje a generosidade de devolvê-la a Ti.
    Toma ela, Senhor, agora minha bebe é sua, inteiramente sua…
    Embora, continue sendo minha também.
    Que meu bebe seja um Anjo de Luz entre eu e o Senhor meu Deus;
    A mensageira a levar minha oração ao teu coração de Pai.
    Conforta-me Deus, me ensine
    a aceitar a sua vontade, hoje e sempre, Amém. Obrigada a todos vocês que partilharam dessa dor comigo, beijo no coração.

      • Queridas Luana e Georgina,

        Que a paz do Senhor esteja com vocês!

        Neste momento onde a dor nos tortura, por não sabermos compreender os fatos, tentamos pensar no inverso dos acontecimentos.
        Pensamos no amor que criamos diante dessa maternidade concedida, o tempo por menor que seja não isenta vocês da maternidade, foram e são mães de anjos, que vivem no céu.
        As razões para o que aconteceu nunca tirará de cada uma de vocês o dom da maternidade,a Graça da alegria da notícia de alguém estava dentro de vocês e desenvolvendo juntos uma relação de mãe e filho, com o mais puro do amor, o mais sublime de todos os amores.
        Hoje, as crianças estão com Deus, mas continuam sendo um fruto de Deus em vocês, era uma presente e sempre será uma dádiva. O dom da maternidade depende do amor tão e somente e Deus é o amor que vem e cura.
        E por esse Deus, que podem confiar Nele, pois coisas boas vão acontecer, independente do que sentimos de fato, do que sentimos em nós, da dor que carregamos, coisas boas vão acontecer e virão diretamente das mãos de Deus.
        Aguarde por todo o carinho que Deus tem por vocês, Eles as ama e irá socorrer o vosso coração da dor da saudade.
        Estejam com Deus, e encontrem-se em nossas orações.

        Deus as abençoe profundamente,

        Abraços fraternos,

        Eliete Gomes

  3. Superar o luto requer tempo

    Sufocar a tristeza e as lágrimas pode ser prejudicial. Dê tempo ao luto, pois pode demorar semanas, meses, até mesmo anos

    A dor de perder um ente querido é singular. Toda pessoa tem o direito de chorar essa perda o quanto desejar, pois somente ela sabe a dor que passa em seu coração. Em muitos momentos de perda, sempre encontramos os “psicólogos de plantão”, os quais, com suas frases pré-fabricadas, não colaboram em nada com quem está sofrendo a separação. Muitos dizem: “Foi a vontade de Deus”, ou “Ele quis assim!” ou ainda “Foi melhor para ele”. Essas frases pobres e sem fundamento não ajudam em nada; pelo contrário, desfiguram o rosto amoroso do Senhor.

    Deus não deseja que o ser humano sofra. O sofrimento é uma condição humana, não um desejo divino. O Senhor é amor, e tudo o que desqualifica o amor de Deus é um jeito impróprio de compreendermos a vida e os seus desdobramentos.

    Muitos surgem com frases extremamente “formatadas”, afirmando: “Não chore!”. Como não chorar diante da dor da separação de alguém que nos deixou? Temos, sim, o direito de chorar o quanto quisermos e pelo tempo que desejarmos.

    Contudo, o luto é um processo e precisa ser elaborado aos poucos. Sufocar a tristeza e as lágrimas pode ser prejudicial. Dê tempo ao luto, pois pode demorar semanas, meses, até mesmo anos. Durante esse tempo, é normal que você sinta raiva, chore, se revolte e até mesmo questione Deus. É preciso viver esse “outono” para que um novo tempo comece a surgir lentamente, anunciando novas esperanças.

    Muitos querem ficar sozinhos, outros preferem partilhar sua dor com algumas pessoas. Tudo isso ajuda a elaborar o processo do luto na vida. Outros ainda buscarão forças na oração.

    Durante esse processo, muitos questionamentos podem surgir: Por que ofendi tal pessoa naquele dia? Por que não a abracei mais? Por que não lhe disse que a amava? O que não fiz que deveria ter feito? Muitos outros questionamentos poderão surgir. Não os sufoque, mas também não se prenda a eles. Carregue em seu coração a certeza de que Deus, em Seu amor, acolheu seu ente querido.

    Alguns rituais podem nos ajudar a superar para viver o processo do luto. Se desejar poderá escrever em uma folha os bons momentos que juntos viveram e também escrever as dores da saudade. Poderá ainda acender uma vela e fazer uma oração ao ente querido. Se sentir necessidade de partilhar com um amigo próximo a dor que sente em seu coração, não fique com medo. Fale, partilhe, desabafe. Nesse momento, é normal que as lágrimas venham. Deixe-as cumprir o papel de desabafo e saudades.

    No luto sentimos um vazio enorme. O coração sente que falta algo, um espaço foi aberto. A saudade dói, mas não tenha medo de sorrir novamente, de contemplar as flores, de amar e se sentir amado pelos amigos e familiares. Permita-se recomeçar. A saudade ficará, as lágrimas voltarão, pois o amor que você sente pela pessoa que se foi nunca se apagará. Este amor que você sente lhe dará forças para continuar sua vida e cuidar daqueles que também precisam do seu carinho, do seu abraço e da sua ternura.

    Padre Flávio Sobreiro

  4. Estou agora vivendo a noite traiçoeira que se abateu sobre nós…minha irmã amada neste momento,espera em grande angústia e agonia a chegada do corpo do seu filho num caixão…meu coração está despedaçado,minha alma dilacerada pela dor!Não vou suportar ver a dor da minha irmã…Deus,tenha compaixão!Tu que trouxeste aqui para ler essa história,cuida de nosso coração!Orem por nós!

    • Prezada Linda,

      Desejamos que a paz do Senhor estejam com todos vocês!

      Encontre-se em nossas orações, nosso grupo estará orando por você e por tua irmã, hoje.
      Peguem nas mãos de Deus, e pensem a todo instante que a eternidade é o lugar da alegria plena.

      Deus os abençoe profundamente,

      Eliete Gomes

    • Boa noite, Linda

      Sua irmã precisa muito de você,seja forte, mesmo com o coração despedaçado seja forte para ampara-la no pior dos momentos. A noite fria e traiçoeira na angustia na espera; o relógio martelando segundo a segundo; uma tortura cruel ao coração da mãezinha impotente mediante cruel noticia.

      Irmãs unidas mais do que nunca é como deve ser porque você será o balsamo que enxuga suas frias lagrimas. Alguém que confia para partilhar lembranças. Será o ombro sincero em quem ela pode confiar. Como gostaria de ter uma irmã …nós precisamos muito e muito de alguém que nos ampare quando a saudade chega…sua irmã agora mais do que nunca precisa do seu abraço.

      Nossa Senhora das Dores as cubra com seu Manto Sagrado…

      Senhor, confio em ti

      Abraços fraternos
      Cristina, mãe do Tales filho no céu

    • Prezada Linda, a Paz de Jesus esteja com vocês!

      Sintam-se acolhidos e abraçados por cada pai e cada mãe da Família “Filhos no Céu”.
      Vocês já estão em nossas orações. Sabemos o quanto é difícil e o quanto sua irmã e todos vocês estão sofrendo, por isso os colocamos no coração de Deus para que d’Ele venha toda paz, força, fé e esperança, tão necessários nesse momento.
      Sua irmã precisará muito de você. Que Deus te fortaleça e te capacite para estar sempre ao lado dela. Talvez não tenha palavras para conforta-la, mas basta sua presença, seu amor, e sobretudo sua fé para ajuda-la a percorrer esse duro caminho do luto.
      Contem sempre conosco. Estaremos unidos em oração por vocês.
      Que Nossa Senhora, Mãe da Consolação, envolva vocês em seu abraço consolador.
      Que o Amor de Deus conforte seus corações.
      Fraternalmente,

      Regina

  5. O meu anjinho gabriel tem dois anos e seis meses q deus o levou ele so tinha 1aninho e 10 meses como doi saber q meu grande amor e o meu primogenio nao esta mais aqui,mais quando eu li essa mensagens me deu um pouco mais de conforto…
    eu aprendi q meus sonhos pra ele realmente eu não poderia mais realizar mais meu amor nunca e nem ninguém poderia apagar e q ele sempre estara vivo em meu coração…..
    Apois tres meses da partida dele deus me enviou Miguel meu segundo filho pra amenizar a minha dor e meu trauma da perda do meu primeiro filho e pra minha felicidade o miguel e a copia do gabriel e ele e o anjo q o senhor me enviou pra q meu consolo talves chegasse pois meu sofrimento era vissivel .

    • Querida Mayara,

      A paz do Senhor Jesus esteja em teu coração!

      Deus Pai Eterno sempre envia sinais do Seu amor imenso por cada um de nós.
      No agudo da tua dor, ele te confortou com o dom da maternidade pelo Miguel, mas o dom da maternidade pelo Gabriel sempre estará em seu coração. Mistérios que a vida nos oferece.
      O querido e anjo Gabriel, cumpriu sua missão, e foi, mas não deixa de ser seu filho.
      Aqui, vive a grandeza da maternidade pelo Miguel, que tem o seu irmão que hoje, intercede junto a Deus. mistério da fé que não conseguimos explicar, mas conseguimos viver, e por viver acreditando nessa missão é que seguimos, pois sabemos que não existe um fim, existe sempre um novo começo, e quando inciarmos o nosso começo do outro lado da ponte, poderemos então dar o abraço eterno a quem partiu e lá intercede por nós.
      Encontre-se em nossas orações, os planos de Deus sempre são de amor e bondade, misericórdia e compaixão.

      Deus estará sempre cuidando da tua vida e das vidas de quem você ama.

      Abraços fraternos, encontre-se em nossas orações.

      Eliete Gomes

  6. Querida Patrícia,

    A paz do Senhor esteja com você!

    Não se tranque em perguntas para Deus, mas apenas para a Sua Graça, deixe Deus ser Pai. Ele cuidará de você, dos teus sentimentos.
    Deus te ama muito, e quer cuidar do teu coração.
    No momento da dor, no agudo, peça duas Graças para Deus, sendo a primeira para que a intensidade da tua dor diminua, e a segunda Graça é para que Ele te motive a viver com força através do amor ao próximo, amor aos irmãos e amor à caridade.
    Deus Se manifestará e ajudará a fazer com que na saudade, fique tudo o que é bom, o que é bom com o dom da vida.

    Deus te abençoe,

    Eliete Gomes

  7. faz um ano e nem sei os meses mais parei de contar.tosos os dias pergunto a deus por que tirou ele de mim.como doi.como tenho vondade de estar com ele novamente.volta pra mim daniel

Escreva aqui o seu comentário, seu testemunho, seu pedido. Em breve, responderemos. Paz e Bem!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s