A dor da perda de um filho

Certa vez ouvi dizer que na adversidade Jesus toma conta de todo nosso ser, de fato isso aconteceu comigo no dia 11 de outubro de 2008. Nesse dia recebi uma notícia que nenhuma mãe gostaria de ouvir, ou seja, que meu filho acabara de falecer em um acidente de moto. Naquele momento senti meu coração esfriar e ao mesmo tempo, medo, insegurança, dúvidas, e por fim tristeza tomaram conta da minha vida. Depois de algumas horas veio a confirmação de que realmente meu filho havia partido desse mundo e junto dele muitos projetos ao qual ele planejava e eu também como mãe sonhava para ele,simplesmente pararam no tempo.

A dor de não poder mais ver meu filho falar, sorrir, abraçar- me, colocar- me em seu colo, levar- me para passear, enfim não aconteceria mais. Eu não conseguia ficar em pé diante da dor que parecia me consumir e nem mesmo sequer ouvir o que as pessoas falavam para mim naquele momento. Restava- me apenas segurar a camisa de meu filho junto a meu rosto, como que em dado momento o substituísse, e chorar deitada em uma cama pois uma parte de mim também partira junto com ele. Mas como o Senhor não nos abandona nunca, eis que uma pessoa veio ao meu encontro, envolveu- me em seus braços, e disse aos meus ouvidos com autoridade que Jesus lhe concedia a seguinte frase: Assim como minha mãe ficou de pé diante de meu sofrimento, você vai ficar de pé diante de seu sofrimento, pois como filha escolhida, sentirá meu amor preencher o espaço vazio deixado em seu coração com a partida de seu filho. Sem dúvida alguma senti naquele momento, Jesus e Maria segurarem-me pelas mãos e conduzirem- me para o que seria o último momento de uma mãe diante de seu filho,que já se encontrava nos braços do Pai.

Minha dor só não foi maior que a de Nossa Senhora, que assistiu de perto todo o sofrimento de seu filho Jesus, horas antes dele morrer. Graças a Deus que teve compaixão de mim, não permitindo que meu filho sofresse. Uma frase citada na música da Adriana ( Canção Nova ) guardo em meu coração. “Lágrimas doem pra valer, mas sempre há de prevalecer. Toda vontade do Senhor presente em minha vida.” Agradeço a Jesus por ter enviado uma pessoa para ficar a meu lado durante todo tempo em que fiquei diante de meu filho, pois o Senhor quis precisar dela para amenizar minha dor, dizendo tudo aquilo que o Espírito Santo queria que eu ouvisse, para que eu ficasse de pé, conforme havia anunciado.

Meu filho foi sepultado e nossa separação foi consumada apenas fisicamente, pois ele permanece vivo para sempre em meu coração, da mesma forma que Jesus e Maria também. Sinto isso, pois na manhã seguinte ao contemplar um novo dia que surgia, perguntei ao Espírito Santo se meu filho Rafael estava feliz diante de sua nova morada, queria uma resposta concreta através de algo que pudesse ver. No mesmo instante próximo a janela de meu quarto pousou um pássaro, muito bonito por sinal, que ficou olhando para mim durante alguns minutos o suficiente para que sentisse uma paz muito grande e tivesse certeza de que minha pergunta fora respondida.

Obrigado Senhor por viver a sua palavra no evangelho de João Cap. 11 Versículos 25-26. Disse- lhe Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim ainda que esteja morto, viverá. E todo aquele que vive e crê em mim, jamais morrerá “ .

A paz de Jesus e todo amor de Maria estejam com vocês.

Autora: Gláucia, irmã do Émerson da Danielle

1.345 pensamentos sobre “A dor da perda de um filho

  1. Há três anos atrás meu irmão faleceu em um acidente de moto, não há maior dor no mundo do que a dor de perder alguém que amamos,ainda mais quando é um jovem que tinha tantos planos ,um futuro brilhante para ele e sua filha ainda recém nascida na época do acidente, todos os dias meu coração sangra em ver minha sobrinha crescendo e não poder ver meu irmão acompanhando sua filha,seus planos, projetos,a cada dia que passa essa dor só aumenta é essa saudade,esse vazio que nada preenche.

  2. Me ajude a superar essa dor assasinaram meu filho dia 21 de julho 2017 to ao ponto de me matar nao to aguentando tanta dor meu unico filho homem 27 anos 😭😭😭😭

  3. Sou ana celia, a 25 dias perdi meu filho em um acidente de automovel ele estva de passageiro com meu genrro que dirigia o automovel foi fatal meu genrro oqual dirigia teve ferimentos leves…perdi meu unico filho homem meu cassula tenho duas filhas sao casadas ele era solteiro tinha 30 anos nois dois criava um filhinho dele que hj estar com 5 aninhos ele e autista e minha paixao meu netinho que era apaxonado pelo pai min pedindo para papai do ceu traser o pai dele parte meu coracao mas ainda, gente estou sofrendo demas nao tiro meu filho do m pemssamento nem por um segundo a dor e muito grande pesso que min ajude a suportar vivo a custa d medicamentos p poder comssegui suportar a tragedia foi 23/07/2017

  4. Perdi a minha bebê de 4 meses faz 45 dias ela morreu de pneumonia e a dor parece que só cresce as perguntas o porquê de tudo isso,pra piora o meu marido me deixou ele era pai só dá bebê fiquei completamente sem chão ,mas tenho que continuar a viver pois tenho uma filha de 6 anos

  5. Queridas, perdi meu filho samuel no dia 15/07/2017em um acidente de moto, no dia do aniversário do meu esposo e no dia seguinte completamos 29 anos de casados. Foi uma perda irreparável, meu primeiro filho, meu amigo, cheio de sonhos.
    Mas filhos são pedras brutas que Deus nos confia pra lapidarmos, amar, educar e torná los dignos. Quando a jóia está lapidada é no céu que vai brilhar.
    Vai ser muito difícil continuar sem ele mas tenho outro filho e preciso sobreviver. Vamos fazendo nossas orações e a trindade santa nos fará vencedores.

    Lucy Alves

    • Querida Lucy,

      A paz do Senhor Jesus esteja com você e sua família!

      Obrigada pelo seu comentário. Nós do Grupo Filhos no Céu, ficamos comovidos quando encontramos pessoas com mensagem tão cheia de significado. Isso, porque encontramos fortaleza, também para a nossa missão.
      Ter um filho no céu, não é uma tarefa fácil, por toda a nossa fé, sabemos, cremos e vivemos na esperança de que estão bem, felizes e repletos de amor, pois já vivem na Glória do Pai, porém aqui, limitados em nossa vida física, sentimos saudades e o coração apertado, por vezes, e vazio por tantas outras vezes. E ao ver a sua mensagem nos fortalece.

      Obrigada por estar conosco e venha sempre nos visitar.

      Deus te abençoe e contigo estaremos pela Trindade que nos faz forte e já nos proclama vencedores.

      Abraços fraternos,

      Eliete Gomes

    • Lucy, muita força, coragem e fé, neste momento de grande dor. Um dia estaremos com os nossos filhos. Beijinho de mãe que sabe tão bem como essa dor dói demais,
      Menta

  6. Perdi meu filho a 22 dias .com apenas 1 ano e 2 meses de idade…está muito difícil. Fico procurando respostas para tudo…ele tem saudade? Ele está com frio? Pq ele já se foi? O que eu faço com este vazio que parece uma mão apertando meu coração…e eu vou me encontrar com ele? Ele vai estar pequeno ou Grande…meu Deus o que faço..meu primeiro filho….nunca mais serei feliz 😦

  7. Perdi um filho do coração aos 30 anos de morte súbita.Minha vida acabou. Saudades, lágrimas, revolta. Dois anos depois, no dia dos pais, recebi a noticia de que outro filho havia falecido num acidente de carro. Não aceito tanta provação.Choro dias e noites e só queria mais uma vez ver os dois e dizer da saudade e da do9r de suas ausências.

    • Querida Eva Regina

      Sou Cristina mãe de Tales,sinta-se acolhida,a dor nos une e a fé nos levanta.

      Alguns dias atrás li uma pesquisa com moradores de rua. Foi perguntado o que gostariam de ganhar. Comida. Roupa. Abrigo ….
      …ao que um velhinho respondeu prontamente:
      ” eu só queria uma coisa : alguém que falasse comigo ”

      Hoje,passando pelas ruas vi tantas pessoas sozinhas dormindo ao relento ….como nos orfanatos e asilos…lembrei do imenso amor de uma mãe e veio a mim a frase:
      …”eu só queria uma coisa: alguém que falasse comigo”

      Muitas vezes é tudo que uma pessoa precisa para continuar, superar,ver o horizonte e as palavras sentidas de outra mãe órfã são a mais doce prece,nesse momento o céu se abre em bênçãos.

      Que Deus a abençoe

      Abraços fraternos
      Cristina

    • Querida Eva,

      A paz do Senhor Jesus esteja com você!

      Primeiramente seja bem vinda ao Grupo Filhos no Céu. Saiba que se encontra em nossas orações, para que possa sentir a consolação de Deus.
      O caminho da saudade é um caminho duro, mesmo estando com Deus, mesmo sobre as pedras da fé, porém sem as pedras da fé para calçar nosso caminho, esse fica mais duro.
      Mesmo em lágrimas, seja você uma pessoa forte na fé. Não questionando a Deus, pois as respostas não diminuem a dor da saudade, mas pedindo para Deus que fique sempre contigo e pegue em suas mãos para que possa caminhar.
      Pode ter certeza, Deus não está te provando. Deus está com os seus filhos vivos e eles estão bem, e felizes através da ação do Deus todo poderoso que os carrega em Seu misericordioso coração.
      Em oração poderá dizer aos seus filhos que sente saudade, e a falta de cada um deles.E também poderá dizer que é grata por ter tido eles em sua vida, e que nunca deixará de ser mãe, será pelos laços do amor de Deus, mãe deles. Poderá também, pedir pela intercessão deles, para que possa se sentir consolada e mais próxima deles.
      Estar com Deus é estar com eles, pois eles estão no coração de Deus.
      Estaremos aqui, volte sempre que precisar.

      Deus te abençoe profundamente,

      Eliete Gomes

      • A dez anos perdí minha filha de 27 años e meu Netinho de 4 anos minha filha bateu o carro, não pode existir dor maior na vida de un ser humano so sabe o tamanho dessa dor quem ja passou. Meu coração sangra a cada día una saudade infinita e um por que se resposta😢😢😢

      • Querida Marilene,

        A paz do Senhor Jesus esteja em seu coração!

        Seja bem vinda ao Grupo Filhos No Céu.
        Diante do seu depoimento nos solidarizamos com a sua dor, foram duas despedidas que chegam assolando o coração em saudade. Tal saudade é tão dolorida que como bem colocou sangra.
        Nos resta converter esse sangue da saudade em lágrimas de esperança.
        A dor perpassa o coração, tal como ocorreu com Maria ao ver Seu Bendito Filho Jesus ser entregue à morte, e sofrer todas as dores humanas que existe em nós.
        Comparar nossa dor com Maria nos auxilia a caminhar na dor coletivamente. Não estamos sozinhas, estamos com outras pessoas que também passaram por essa situação.
        De tudo, uma certeza, a dor que nos parece infinita, não é, pois termina quando terminarmos a nossa missão aqui. O que é verdadeiramente infinito é o nosso amor. Essa amor não acaba, esse amor que carregamos é o que nos levará para junto dos que amamos e partiram antecipadamente.
        Com Cristo segurando em nossas mãos, trocamos nossas questões, ao invés do Por que? Vamos até Ele e dizemos Como? Assim, vamos entendendo que é preciso cumprir a estrada com um passo por dia, nenhuma resposta dos nossos porquês acalmaria nossa saudade. Apenas o como pode nos auxiliar, e isso a tal ponto que vamos testemunhando a vida da filha e do neto que partiram.
        Marilene, sua filha vive e seu neto vive, e estão com Deus, e testemunhar como eram seus sorrisos e seus carinhos, alimenta nossos viver, e fortalecidos nesta esperança, vamos até que terminemos nossa passagem aqui.
        Conte com nossas orações, estamos com a você em oração e coração solidário.

        Deus a abençoe profundamente,

        Abraços fraternos,

        Eliete Gomes

Escreva aqui o seu comentário, seu testemunho, seu pedido. Em breve, responderemos. Paz e Bem!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s