A dor da perda de um filho

Certa vez ouvi dizer que na adversidade Jesus toma conta de todo nosso ser, de fato isso aconteceu comigo no dia 11 de outubro de 2008. Nesse dia recebi uma notícia que nenhuma mãe gostaria de ouvir, ou seja, que meu filho acabara de falecer em um acidente de moto. Naquele momento senti meu coração esfriar e ao mesmo tempo, medo, insegurança, dúvidas, e por fim tristeza tomaram conta da minha vida. Depois de algumas horas veio a confirmação de que realmente meu filho havia partido desse mundo e junto dele muitos projetos ao qual ele planejava e eu também como mãe sonhava para ele,simplesmente pararam no tempo.

A dor de não poder mais ver meu filho falar, sorrir, abraçar- me, colocar- me em seu colo, levar- me para passear, enfim não aconteceria mais. Eu não conseguia ficar em pé diante da dor que parecia me consumir e nem mesmo sequer ouvir o que as pessoas falavam para mim naquele momento. Restava- me apenas segurar a camisa de meu filho junto a meu rosto, como que em dado momento o substituísse, e chorar deitada em uma cama pois uma parte de mim também partira junto com ele. Mas como o Senhor não nos abandona nunca, eis que uma pessoa veio ao meu encontro, envolveu- me em seus braços, e disse aos meus ouvidos com autoridade que Jesus lhe concedia a seguinte frase: Assim como minha mãe ficou de pé diante de meu sofrimento, você vai ficar de pé diante de seu sofrimento, pois como filha escolhida, sentirá meu amor preencher o espaço vazio deixado em seu coração com a partida de seu filho. Sem dúvida alguma senti naquele momento, Jesus e Maria segurarem-me pelas mãos e conduzirem- me para o que seria o último momento de uma mãe diante de seu filho,que já se encontrava nos braços do Pai.

Minha dor só não foi maior que a de Nossa Senhora, que assistiu de perto todo o sofrimento de seu filho Jesus, horas antes dele morrer. Graças a Deus que teve compaixão de mim, não permitindo que meu filho sofresse. Uma frase citada na música da Adriana ( Canção Nova ) guardo em meu coração. “Lágrimas doem pra valer, mas sempre há de prevalecer. Toda vontade do Senhor presente em minha vida.” Agradeço a Jesus por ter enviado uma pessoa para ficar a meu lado durante todo tempo em que fiquei diante de meu filho, pois o Senhor quis precisar dela para amenizar minha dor, dizendo tudo aquilo que o Espírito Santo queria que eu ouvisse, para que eu ficasse de pé, conforme havia anunciado.

Meu filho foi sepultado e nossa separação foi consumada apenas fisicamente, pois ele permanece vivo para sempre em meu coração, da mesma forma que Jesus e Maria também. Sinto isso, pois na manhã seguinte ao contemplar um novo dia que surgia, perguntei ao Espírito Santo se meu filho Rafael estava feliz diante de sua nova morada, queria uma resposta concreta através de algo que pudesse ver. No mesmo instante próximo a janela de meu quarto pousou um pássaro, muito bonito por sinal, que ficou olhando para mim durante alguns minutos o suficiente para que sentisse uma paz muito grande e tivesse certeza de que minha pergunta fora respondida.

Obrigado Senhor por viver a sua palavra no evangelho de João Cap. 11 Versículos 25-26. Disse- lhe Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim ainda que esteja morto, viverá. E todo aquele que vive e crê em mim, jamais morrerá “ .

A paz de Jesus e todo amor de Maria estejam com vocês.

Autora: Gláucia, irmã do Émerson da Danielle

1.269 pensamentos sobre “A dor da perda de um filho

  1. Meu nome é SAFIRA Lafaiete Rodrigues Silva.
    Eu era uma pessoa muito feliz até que no dia 23.05.2014,o destino me transformou na mãe mais triste do mundo. Deus levou meu único filho para morar no céu. Nome dele era Reydk Sank,cabo da ROCAM BATALHÃO ESPECIAL DA POLÍCIA MILITAR DO AMAZONAS,ele só tinha 40anos idade e 21 anos de polícia militar. Até hoje não consegui esquecer meu filho Reydk Sank um só minuto. Meu filho tinha um tumor no cérebro,e quando os médicos detectaram através de uma tomografia craniano,já não deu tempo para fazer cirurgia. Meu filho chegou no Hospital as 20horas e as 23horas houve Hemorragia tumor intracraniano e morte cerebral. Foi horrível ver meu único filho morrer ali nos meus braços,ouvindo os médicos dizendo não podemos fazer mais nada. Hoje procuro encontrar algo que me ajude amenizar a dor e a saudade que sinto pelo meu filho,faço tratamento com Psiquiatra,neuro,padre,pastor porém nada ameniza minha dor.
    A única coisa que me conforta é que um dia nos reencontraremos na eternidade e seremos felizes ao lado de Deus. Meu filho Reydk Sank descanse em paz. Te amo muito. Muitas saudades eternas.

    • Boa noite Safira,meu nome é Arlete,infelizmente amada todas que entra neste sate está passando pela mesma dor da perda.no dia 06.01.2014 perdi meu filho de apenas 17 anos com câncer,a sensação de que nossos filhos vão voltar se perde na saudade do sorrisos a tristeza de que nunca mais os veremos, sabe hoje me entrego na mãos de Deus vivo um dia por vez. vivo para o reencontro com ele .sei que tudo que estamos passando tem um proposito para Deus .Estarei orando por você e gostaria que orasse por todas nós que perdemos nossos amados filhos que o consolador do espirito santo encha seu coração de fé pois é ela que tem me mantido de pé .Fica com Deus e muita força.

    • Querida Safira!

      A paz do Senhor Jesus esteja com você!

      Uma palavra de muita consolação para quem fica com a dor da saudade está no livro de Sabedoria, 3 1.Mas as almas dos justos estão na mão de Deus, e nenhum tormento os tocará. 2.Aparentemente estão mortos aos olhos dos insensatos: seu desenlace é julgado como uma desgraça. 3.E sua morte como uma destruição, quando na verdade estão na paz! 4.Se aos olhos dos homens suportaram uma correção, a esperança deles era portadora de imortalidade, 5.e por terem sofrido um pouco, receberão grandes bens, porque Deus, que os provou, achou-os dignos de si. 6.Ele os provou como ouro na fornalha, e os acolheu como holocausto.
      Os filhos recolhidos por Deus são portadores de imortalidade.
      Sua vida é muito mais rica em história porque teve um filho que a fez mãe. Seu coração vivenciou a maternidade, e com isso um amor incondicional. Que dói de saudade. Amor é risco, dói muito quando temos que enfrentar a dor da saudade, mas isso é consequência do amor incondicional que temos. E não há como passar a dor da saudade, porque o amor não se despede. O amor é vivo para nós como o filho está vivo em Deus, sinal da imortalidade que o seu filho carrega para o céu e deixou carregado em você.

      Deus te abençoe, seja sempre em Deus e tudo se torna mais calmo.

      Estamos em oração por você. conte sempre conosco.

      Abraços fraternos,

      Eliete Gomes

    • Querida Carita!

      A paz do Senhor Jesus e o amor de Maria esteja em seu coração!

      A saudade dói tanto que se torna física. A saudade é sentida na pele, tamanho é o amor por quem partiu. O amor sente a falta, sente a ausência. O amor pede presença. E temos que acostumar a amar sem ver.
      A misericórdia de Deus é grande, e nos ajuda a sentir que nada acabou. Que o filho vive com Deus, em Seu coração. E quando estamos junto a Deus em oração, também estamos junto ao filho que partiu.
      Querida Carita, quando estiver doendo, ore, e uma paz tomará conta do seu coração. Quando desejar falar com Deus, ore, e Deus enviará respostas em forma de sinais. Sinais de que tudo ficará bem e perfeito.

      Deus te abençoe.

      Conte com as nossas orações.

      Abraços Fraternos

      Maria Eliete

    • Querida Sofia!

      A paz do Senhor Jesus esteja em seu coração!

      Se passaram onze anos, e a saudade continua. Pois o amor nunca acabou.
      Sofia, você lembra que quando a saudade bateu forte há onze anos atrás, você achou que não aguentaria ficar de pé. Ficou, está aqui vivendo a experiência do amor que não se acaba, mesmo quando a presença física não é vista, isso porque a presença é sentida no coração de quem ama.
      Foi Deus, está sendo Deus e sempre será Deus que lhe sustentará de pé, quando a saudade for maior do que o amor.

      Deus te ama, te abençoa e te sustenta.

      Encontra-se em nossas orações.

      Abraços fraternos

      Eliete Gomes

  2. Oi…meu nome é Mara meu filho se casou no dia 20/08/2016 sofreu um acidente de carro 22/08/2016 e morre ele e nina nora , felizes tinha acabado de se casar…….nao consigo me conformar

    • Querida Gilmara!

      A paz do Senhor esteja com você e com a família de sua nora!

      Não temos respostas para certos acontecimentos. São duas perdas grandes que parece que nem cabem no coração, o tamanho da saudade.
      Por certo, estavam felizes, e dentro da fé Cristã, estão felizes. Acreditamos em um Deus tão misericordioso e cheio de amor que a certeza que a fé nos trás é que não há sonhos interrompidos. Isso, porque Deus de todos os males extrai o bem. Deus em tudo faz algo bom.
      Então, junto a dor, a esperança brota e faz com que confiemos plenamente nas mãos de Deus.
      Não cremos em um Deus que interrompe sonhos e causa tristeza. Cremos em um Deus que salva, que ama, que diz sim aos seus filhos, que antes de serem nossos já eram Dele.
      Mara querida, na dor ore para Deus, na inconformidade ore para Deus, na desolação ore para Deus. E pense sempre nos muitos bens que Deus faz, e que nossos olhos não podem ver ainda.

      Deus te ama, ama todos os seus.

      Abraços fraternos, Deus te abençoa.

      Maria Eliete

  3. ESTOU PASSANDO POR ISSO NESSE MOMENTO MINHA FILHA DE 18 A,SOFREU UM ACIDENTE UM CAVALO APARECEU DO NADA E ATINGIU O CARRO Q ELA ESTAVA DIRIGINDO,DIA 24 FARA 3 MESES Q PARTIU…ESTOU COMPLETAMENTE ACABADA,

    • Querida Sandra!

      A paz do Senhor esteja com você!

      Como nossa Mãe Maria Santíssima, ficamos de pé. Como uma espada transpassada ao peito, olhamos Maria e com ela nos entregamos a Deus, confiantes e esperançosos que o amor vence a tudo. Que a dor da saudade acalmará, nossa fé nos move para frente, um passo por vez, um passo por cada dia, e vamos vivendo na esperança de que o amor é mais forte que a dor da saudade.
      O amor toma conta dos nossos corações e nos faz compreender que a vida da filha que partiu foi cheia de alegrias e encheu nossas vidas de história lindas sobre a maternidade. Somos melhores porque esses filhos passaram por nossas vidas.
      Não desista de estar com Deus, pois Deus não desiste de estar com você. Confie e ore em todos os momentos de dor.

      Sandra, conte com nossas orações.

      Deus te abençoe.

      Maria Eliete

  4. A dor de se ter um filho que volta pra casa do pai não é fácil, meu filho teve um acidente de moto a 5 meses, ficou 10 dias na UTI, mas não resistiu, o traumatismo craniano foi muito grave, com 20 anos , em meio de sonhos e saúde, deus o quis de volta, ele como sempre muito obediente respeitou e voltou pra casa. Meu filho, meu amigo, ele voou na imensidão dos céus, junto com os anjos é onde ele está agora…A saudade é enorme dói no peito, mas tenho certeza que ele está sempre junto e presente em nossas vidas…

    • Querida Janaine!

      Obrigada pelo seu testemunho, com certeza nos fortalece. Seja sempre quando desejar venha até esse lugar para alimentar nossa fé com a sua esperança.

      Obrigada novamente.

      Deus te abençoe muito.

      Abraços fraternos

      Maria Eliete Gomes

Escreva aqui o seu comentário, seu testemunho, seu pedido. Em breve, responderemos. Paz e Bem!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s