Bem-vindo(a)!

Guardamos nossas lágrimas para o momento oportuno. Quando o choro não é só meu. Quando desarmados e despretensiosos unimos as lágrimas e os corações. Não somos reféns nem salvadores, apenas sócios da mesma dor. Ela nos une como se fosse uma festa de contrário efeito. Que se celebra sem esquecer ninguém, como um evento que interessa a todos. Sem convite ou bilhete de ingresso. Nela todos já estão. Estão onde se encontram. E se encontram para dividir o que todos buscam: abraço, consolo, esperança… (Pe. Rogério das Neves)

Desejamos que todas as pessoas que sofrem a difícil experiência da perda de um filho tenham também a bela experiência de reencontrá-lo no Céu, isto é, no mistério de Deus.

Grupo de reflexão Filhos no Céu

Anúncios

26 pensamentos sobre “Bem-vindo(a)!

  1. Boa noite
    Sonhos realizados
    Na vida de nossos filhos sempre fizemos de tudo para que eles realizassem seus sonhos
    O nosso filho Gustavo sempre adorou cavalos, participava de várias cavalgadas e foi várias vezes para Aparecida do norte em Romarias á cavalo
    Mas seu maior sonho era ir na festa de barretos
    No dia 25/08/2005, que hoje se completam 8 anos estava tudo certo para ele ir com seus amigos e ele me falou, acho que não vou não to sem grana, respondi, vai sim, pode ser que você não tenha outra oportunidade
    O Gustavo foi, realizou seu sonho e voltou radiante de alegria que não se continha pra poder nos contar como foram esses dias maravilhosos nos rodeios, nos shows na festa toda
    No dia 14/10/2005 ele partiu para casa do Pai, vítima de um atropelamento e sempre que chega essa data eu me lembro da sua alegria e fico muito feliz porque ajudei meu filho a realizar esse sonho, porque se ele não tivesse ido, não teria outra oportunidade
    Hoje sempre falo, nunca deixe de ajudar seus filhos a realizarem seus sonhos, porque sempre poderá ser sua única oportunidade
    Nesse mesmo dia o Gustavo pegou seu reservista antes de viajar pra Barretos
    Nos nossos encontros falamos que sempre choramos de saudades, hoje choro de saudades das alegrias que passamos juntos
    Gustavo te amaremos pra sempre
    Seu Pai

  2. Boa tarde!

    Coloquei uma mensagem no testemunho, sempre que puder enviarei mensagens, pois essa troca me faz muito bem. Conto com as orações de vocês e estarei rezando por vocês.

    Um forte abraço a todos e fiquem com Deus
    Patrícia

  3. oi meu nome é Tayenne sou a mãe da Amabilly ja fazem dois meses que ela partiu é tão difícil!! o tempo passa e a dor e a saudade continuam aqui! faz tao pouco tempo e todos parecem que nem lembram mais! dizem pra mim não chorar!impossivel a Amabilly era minha companheira eu não trabalhava então ela ficava comigo o tempo todo! então o tempo todo eu estava ocupada e eu acostumei ela no colo então ela ficava o tempo todo no colo! hoje fico sozinha o dia todo! aquele sorriso de anjo pra mim alegravam meu dia ela só ficou seis meses comigo mais me ensinou muito eu não sabia que podia ama tanto uma pessoa daquele jeito!! no ultimo mes eu via ela sofrendo demais tinha dia q ela chorava d dor o dia todo só parava quando dormia dai eu chorava com ela e rezava pra ela dormi!!! Hoje sinto muito falta dela mais eu amo tanto ela que prefiro que ela fique sem dor do lado de deus do que a meu lado sofrendo!!!

  4. Padre Rogério e todos da família FILHOS NO CÉU:

    Estive no último encontro dessa família, acompanhando minha cunhada (comadre) e fiquei muito feliz em vê-la recebendo a acolhida de vocês, podem ter certeza que esse encontro fez muito bem à ela. Para mim também foi de muito valor pois as palavras pronunciadas nos dão mais certeza de que o
    nosso ” pequeno” Matias está nos braços do Senhor. No mês de fevereiro a madrinha do meu filho partiu, uma pessoa maravilhosa, foi muito difícil, mas na missa o padre Rogério falou algo que me fez muito bem: devemos pensar o quanto foi bom Deus ter enviado essas pessoas em nossas vidas. Com certeza se pensarmos dessa maneira nossa dor começa a diminuir.
    Que Deus abençoe todos vocês !
    Muito obrigada e até nosso próximo encontro.
    Adriana

    • Cara Adriana.
      Eu desejo todo o bem para você e para sua cunhada. Eu também falei com ela e pude sentir a grandeza de sua fé. Também rezo pela sua comadre, a madrinha do seu filho. Que Deus a tenha bem pertinho d’Ele.
      Um grande abraço.
      Fique com Deus.
      Pe. Rogério das Neves

  5. Meu “pequeno” MATIAS
    Assim eu o chamava quando ele fazia arte no hospital, “pequeno” na estatura mas forte, guerreiro e de um sorriso que me lavava a alma. Planejado, querido, amado, eu me sentia pronta para ser mãe, o Matias nasceu no dia 08/12/2010 às 19:25. Aí começava nossa luta, três circulares de cordão, parto normal e tudo se complicou. Me lembro nitidamente do momento em que vi meu filho na incubadora com sonda, foi um choque. Ele precisou de UTI, fomos para um outro hospital , longe de casa, foi difícil, mas a ficha foi caindo, eu sempre com esperança de que não fosse nada grave, até a confirmação de uma doença metabólica muito rara.
    Foram quase 06 meses de internação e muita luta. Deixei meu primeiro filho Igor de 3 anos, meu esposo e fui com o Matias para o hospital, mesmo naquele ambiente hospitalar boas e más notícias, brotava de mim uma força, uma coragem que não sabia que tinha. Quando o Matias sorria para mim, então tudo valia a pena, iluminava meu coração. Até que finalmente o meu “pequeno” teve alta no dia 27/05/2011, sai do hospital (HCSL) com meu filho no colo, momento tão sonhado, tão feliz, mesmo sabendo que a luta continuava dia-a-dia.
    O Matias precisava de um especilaista em metabolismo em São Paulo, então 10 dias após sua alta fomos para São José dos Campos esperar a consulta.
    Eu percebi até um pouco antes de sair do hospital que meu “pequeno” não estava mais sorrindo, eu via sofrimento no seu olhar.
    No dia seguinte em que chegamos em São José dos Campos fiz tudo como era de costume, medicação, mamada e deitei o Matias na cama ao meu lado e falei baixinho: FILHO A MÃE SABE QUE VOCÊ ESTÁ SOFRENDO, MAS A MÃE ESTÁ COM VOCÊ ATÉ O FIM. Dei um beijo em sua testa e sai do quarto. Um tempo depois voltei para vê-lo e ele havia partido.
    Foi uma mistura de dor e alívio, porque eu sabia que o sofrimento do meu “pequeno” tinha acabado e isso me deu força para viver aquele momento.
    E hoje 4 meses depois me sinto sem chão, parece que perdi a alegria de viver, eu tenho que sorrir, conversar, mas a dor e a falta que sinto do meu filho parece que vão me engolir. Isso me tira as forças, sei que preciso continuar, pelo Igor, meu esposo, pessoas que precisam de mim.
    Peço perdão à DEUS se ELE me confiou essa missão e eu não consegui, ao Matias se ele queria ficar e não fiz tudo o que podia, se foi minha culpa e se estiver errada quanto esses questionamentos que DEUS me perdoe.
    Digo uma coisa: sei o que é amor verdadeiro, sou mãe e hoje também sei o que é sofrer de verdade.
    Conto com as orações de todos, peço que se for possível me respondam, me orientem, ,e ajudem.
    DEUS ABENÇÕE TODOS VOCÊS !
    Patrícia

    • Olá, Patrícia.
      Antes de tudo, quero me desculpar por demorar tanto a responder. Também quero dizer que foi muito bom encontrá-la na Missa do grupo “Filhos no Céu” deste último Domingo. Foi bom saber que você veio de tão longe só para se encontrar com os outros pais que vivem a mesma experiência que você. Foi bom também conhecer o Igor, um menino cheio de vida e de alegria… Como ele muda de feição quando a gente pergunta sobre o brinquedo dele!
      Imagino assim também o pequeno Matias, baseado na história que você contou. Você diz que ele sorria… Sim, os bebês sorriem… É verdade! Eles sabem tudo sobre suas mães. Seu interior lhes é familiar. Por isso, as últimas palavras que você disse ao Matias foram ouvidas por ele. E era tudo o que ele precisava ouvir. Tenha certeza.
      Você diz que conhece o amor. Que é mãe e sabe o que é sofrer de verdade. Acho que você e as outras mães sabem o que se passa no coração de Deus. Sofrimento e amor… Ele sabe o que é isso.
      Sei que é por caminhos difíceis que você chega a isso. Mas não podemos desprezar o amor. Sobretudo quando ele custa tão caro. Quando custa lágrimas de saudade e dói a dor pior que se pode ter, que é ter o coração dolorido por ter de assistir a pessoa amada sofrendo.
      Conte com nossas orações e amizade. Espero que você possa estar outras vezes no grupo.
      Um abraço.
      Pe. Rogério das Neves

  6. Por favor, hoje coloquei meu testemunho no blog do grupo FILHOS NO CÉU, aguardo retorno de vocês.

    QUE DEUS ABENÇÕE !

    PATRÍCIA

    • Cara Patrícia.
      Teríamos muito contentamento em publicar o seu testemunho. Mas, não encontramos outra mensagem sua além desta. Deve ter havido algum extravio. Se você puder reenviá-la.
      Um grande abraço.
      Pe. Rogério das Neves

  7. Oi gostaria de saber o horário do encontro das mães que perderam os filhos que vai acontecer hj no antoninho . Obrigada

    • Olá, Gabriela.
      Lamento ter encontrado sua mensagem apenas agora. A Missa foi às 15h., seguida da reunião. Nosso próximo encontro será no terceiro Domingo de outubro. Esperamos que você possa estar lá.
      Um grande abraço.
      Pe. Rogério das Neves

  8. Queridos, obrigada pela acolhida e pelas mensagens de otimismo… estarei sim na proxima reunião e levarei uma amiga que tambem tem dois anjos no ceu, sofremos a mesma dor.
    Apesar de não estar mais conseguindo rezar com a mesma propriedade de antes, confio que Deus tem planos para mim e vai me ajudar a passar por tudo isso.

    Abraços a todos!!!

  9. Querida Fátima,

    “Fica firme no combate apesar de tudo, e a paz inundará tua alma porque terás o socorro do próprio Deus” (Santa Teresinha do Menino Jesus).
    Nossos filhos são nossos intercessores junto a Nosso Senhor Jesus Cristo.
    Confie no Deus que tanto te ama!!!
    Em Cristo, força!!!
    Fraternalmente,

    Regina Araújo

Escreva aqui o seu comentário, seu testemunho, seu pedido. Em breve, responderemos. Paz e Bem!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s